A Hyundai planeja investir mais de US$ 1,1 bilhão (aproximadamente R$ 5,5 bilhões) no Brasil até 2032. É o que informou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), numa postagem no X (antigo Twitter) publicada na quinta-feira (22).

Para quem tem pressa:

  • A Hyundai planeja investir mais de US$ 1,1 bilhão (R$ 5,5 bilhões) no Brasil até 2032, conforme anunciado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) após reunião com o presidente-executivo global da montadora, Eui-Sun Chung;
  • O investimento será direcionado para o desenvolvimento de tecnologias voltadas, principalmente, a veículos híbridos, elétricos e movidos a hidrogênio verde, alinhando-se às tendências globais de sustentabilidade e inovação no setor automotivo;
  • Com um histórico de investimento substancial e a criação de mais de 6,5 mil empregos diretos no país, a Hyundai reforça seu compromisso com o Brasil. As montadoras GM e Volkswagen também anunciaram investimentos bilionários no país;
  • Além do setor automotivo, o Brasil atrai investimentos do fundo soberano da Arábia Saudita. Isso destaca o potencial do país em energia renovável e transição energética, além de consolidar sua posição como polo importante na América Latina.

O anúncio veio após reunião entre Lula e o presidente-executivo global da Hyundai, Eui-Sun Chung, em Brasília. A reunião também contou com as presenças do vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin (PSB), e do ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa (PT).

Leia mais:

Atualmente, a Hyundai possui uma fábrica em Piracicaba (SP), a primeira da montadora no Hemisfério Sul. A planta da montadora é capaz de produzir 220 mil carros por ano.

publicidade

Investimentos da Hyundai (e cia.) no Brasil

Vice-presidente e ministro do MDIC Geraldo Alckmin, presidente Lula, presidente-executivo da Hyundai Eui-Sun Chung e o ministro-chefe da Casa Civil Rui Costa em Brasília
(Da esq. para dir.) Vice-presidente e ministro do MDIC Geraldo Alckmin, presidente Lula, presidente-executivo da Hyundai Eui-Sun Chung e ministro-chefe da Casa Civil Rui Costa (Imagem: Ricardo Stuckert/PR)

Ainda de acordo com o Planalto, o investimento será focado em tecnologia, principalmente carros híbridos, elétricos e movidos a hidrogênio verde. O Executivo também informou que a montadora já investiu cerca de US$ 2,5 bilhões (R$ 12,5 bilhões) no país, criando mais de 6,5 mil empregos diretos.

O governo busca requerer o setor automotivo no Brasil. Recentemente, GM e Volkswagen anunciaram investimentos no país. A primeira planeja investir R$ 7 bilhões no Brasil, enquanto a cifra dos investimentos previstos pela segunda é maior: R$ 9 bilhões.

Os investimentos anunciados no país não se limitam ao setor automotivo. Isso porque o fundo soberano da Arábia Saudita também investirá no país, segundo a CNN Brasil. No entanto, o montante só deve ser revelado em junho, durante encontro com empresários brasileiros no Rio de Janeiro.

“Nós vamos para o Brasil para discutir uma transformação, assim como fomos para África recentemente. O país tem um potencial enorme em energia renovável e transição energética. É um polo importante da América Latina”, disse Yasir Al-Rumayyan, diretor-geral e membro do conselho responsável por gerenciar o fundo soberano do Reino da Arábia Saudita.