Uma série de “Sprites” (TLEs) foi registrada na madrugada desta quarta-feira (20) no extremo sul do Rio Grande do Sul. O fenômeno acima das nuvens é bastante raro e não era visto no local há quatro anos.

O que você precisa saber?

publicidade
  • Uma tempestade de “Sprites” foi vista no Brasil;
  • Fenômeno é bastante raro;
  • Registro rendeu imagens incríveis;
  • Cerca de 95 “Sprites” foram vistos;

De acordo com o Observatório Heller & Jung, responsável pelo registro, o fenômeno começou por volta das 23h00 de terça-feira (19) e durou até às 05h47 desta quarta-feira (20). No total, 42 “Sprites” foram registrados. Confira:

O que são “Sprites”?

“Sprites” são eventos luminosos transitórios (TLEs na sigla em inglês) de origem elétrica que ocorrem acima das nuvens de tempestade. São geradas por intensas descargas elétricas que partem dos topos de nuvens e se estendem até o limite superior da mesosfera (em torno de 95 Km de altitude). Diferentemente dos raios tradicionais que conhecemos, que ocorrem entre as nuvens e o solo, os Sprites acontecem bem acima das nuvens de tempestade, estendendo-se até a ionosfera. 

publicidade

Leia mais:

Em certa altura, essa descarga gera um flash de plasma que, por alguns milissegundos, se torna iluminado assumindo formatos variados. Alguns podem parecer colunas de luz, alguns se assemelham a pés de cenouras e outros, podem apresentar formato semelhante à fadas.

publicidade
Impressionante relâmpago em forma de lula se formou após furacão Nicole
Uma imagem de sprites vermelhos, uma forma rara de relâmpago, tirada em 2019. Sprites foram fotografados quando o furacão Nicole passou por Porto Rico.

Em 1995, a partir de uma pesquisa desenvolvida pela Universidade de Alaska Fairbanks, cunhava-se o termo “Red Sprites” para nomear os recém descobertos fenômenos. O nome “Sprite” remete à uma criatura do folclore europeu também chamada de “espírito do ar”. É um nome que lembra a origem destes fenômenos que, por muitas vezes, tinham explicações sobrenaturais.