Existem espécies realmente surpreendentes na natureza. O sapo-de-barriga-amarela (Bombina sp.), sem dúvida, é um exemplo disso. E a característica mais marcante do pequeno anfíbio são as pupilas em forma de coração. 

Esses animais são bem adequados para viver na lama, sendo marrom-sedimentar no topo com brilhantes barrigas amarelas, como o próprio nome diz. Eles hibernam por um longo período durante o inverno e depois emergem na primavera para a estação de acasalamento.

As pupilas em forma de coração são apenas uma das muitas formas estranhas de pupilas vistas em anuros, que é o grupo de anfíbios que engloba sapos e rãs.

The yellow-bellied toad has heart-shaped pupils.(Image: Miltos Gikas.)

Publicado por QI – Quite Interesting em Segunda-feira, 12 de outubro de 2020

Estudo observou as pupilas de 3,2 mil espécies de sapos

Um grupo de pesquisadores decidiu investigar o estranho mundo dos formatos de pupila de anuros, observando imagens de 3.200 espécies. O estudo, publicado na revista Proceedings of the Royal Society B., revelou que a pupila nesses animais é uma estrutura altamente plástica que evoluiu sete formas principais durante a história do grupo. Eles não encontraram uma correlação significativa entre a forma da pupila e os hábitos dos anuros, exceto que os aquáticos parecem ter mais frequentemente pupilas circulares.

publicidade

Leia mais:

“Alguns autores testaram a associação da forma da pupila e da atividade diária para alguns clados amniotas”, diz a introdução do artigo. “Eles mostraram uma correlação significativa entre a forma da pupila e o nicho ecológico (atividade diária, modo de forrageamento), em que mamíferos herbívoros (presas) provavelmente têm pupilas horizontais, predadores diurnos, pupilas circulares e predadores noturnos e arrítmicos de emboscada, pupilas de fenda vertical. No entanto, nossos resultados sugerem que, em anuros, essas inferências não se sustentam, indicando a necessidade de explorar outros potenciais condutores da evolução pupilar”.

Um dos autores desse estudo, Marty Banks, do Banks’ Lab, o laboratório de percepção espacial visual da Universidade da Califórnia em Berkeley, disse ao site IFLScience que eles descobriram uma exceção bastante curiosa em relação à forma das pupilas. “O mangusto é um pequeno mamífero carnívoro que tem olhos na frente da cabeça. Então, você esperaria que eles tivessem uma pupila de fenda vertical ou uma pupila redonda, mas eles têm pupilas horizontais. Esse animal não cabe na nossa conta”.