Ex-diretor da App Store acusa Apple de favorecer Arcade

Diretrizes utilizadas para barrar outros aplicativos são ignoradas para manter o Arcade na App Store, afirma o ex-diretor da loja; Apple alega que prioriza a segurança dos usuários

Davi Medeiros, editado por Fabiana Rolfini 08/10/2020 11h57
Apple Arcade
A A A

Donos de iPhones e de outros dispositivos iOS não podem aproveitar o streaming de jogos do aplicativo Xbox Game Pass, da Microsoft, tampouco do Google Stadia. O motivo, segundo o ex-diretor da App Store, Phil Shoemaker, é que a Apple não quer concorrência direta para seu próprio serviço de assinatura, o Apple Arcade.


A acusação foi feita durante as investigações antitruste das quais a Apple foi alvo em julho, e veio à tona esta semana por meio de um relatório publicado pelo Subcomitê responsável pelo assunto na Câmara dos EUA. 

O Arcade é um serviço de assinatura que oferece acesso a uma vasta biblioteca de jogos no iPhone, iPad e Mac. O curioso é que a Apple negou a entrada de aplicativos semelhantes da Microsoft e do Google em sua loja.

Reprodução

Xbox Game Pass, da Microsoft, está disponível na App Store, mas sem a função de streaming. Imagem: Divulgação/Microsoft 


De acordo com Shoemaker, a gigante de Cupertino utiliza as diretrizes da App Store como uma "arma" contra a concorrência, mas abre exceção às mesmas regras quando se trata de seu próprio serviço. 

"O Apple Arcade é o tipo de aplicativo que seria proibido de entrar na loja se fosse oferecido por desenvolvedores terceiros, mas a Apple permite que ele esteja lá mesmo violando as diretrizes existentes", afirmou.

O ex-funcionário da Big Tech avalia que as regras de aprovação da App Store são "arbitrárias" e "duvidosas", e não existem somente para proteger os usuários, como alega a empresa.

Qual o argumento da Apple? 

Em agosto, um porta-voz da Maçã afirmou ao site Business Insider que, antes de entrarem na loja, "todos os aplicativos são analisados de acordo com o mesmo conjunto de regras que visam proteger os clientes e fornecer um campo de jogo justo e nivelado para os desenvolvedores".

Mas por que, então, os serviços de streaming de jogos não podem ser distribuídos para iOS? De acordo com a Apple, oferecê-los na loja implicaria no extenso (e inviável) trabalho de analisar o conteúdo de jogo por jogo. É como se os funcionários da App Store tivessem de ouvir todas as músicas disponíveis no Spotify antes que o aplicativo fosse aprovado.

Isso leva à pergunta seguinte: por que a Netflix, o Prime Video e o próprio Spotify estão na loja, então? A explicação da empresa é que filmes e músicas não são interativos, diferentes dos jogos. Além disso, games podem oferecer compras e pagamentos integrados, algo impensável para outros tipos de mídia. 

É claro que estas são explicações preliminares, porém. De acordo com o Business Insider, a Apple deve apresentar uma defesa mais detalhada nos próximos dias.

Fonte: Business Insider 

Microsoft Apple app store Xbox Game Pass Google Stadia apple arcade
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!

Recomendados pra você