Libra, do Facebook, não deve ser lançada sem a devida regulamentação, diz G7

Grupo formado por sete grandes economias do mundo diz que qualquer serviço do tipo deve ser supervisionado e regulamentado de maneira adequada antes de começar a operar

Luiz Nogueira 14/10/2020 13h50
Libra
A A A

Líderes financeiros do G7, composto pelas sete maiores economias do mundo - Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido – declararam na última terça-feira (13) que a Libra, criptomoeda do Facebook, só deve ser lançada após a devida regulamentação.


A justificativa apontada pelos líderes é que qualquer tipo de serviço financeiro deve ser supervisionado e regulamentado de maneira adequada para que não prejudique a estabilidade financeira, a proteção do consumidor, privacidade, tributação e segurança cibernética.

Isso porque, sem supervisão adequada, as criptomoedas podem ser usadas para lavagem de dinheiro, terrorismo e financiamento de crimes, podendo comprometer a integridade do mercado, a governança e minar a segurança jurídica, dizem os líderes.

Reprodução

Libra, do Facebook, não deve ser lançado sem a devida regulamentação. Foto: Poring Studio/ Shutterstock

"O G7 continua a sustentar que nenhum projeto global deve começar a operar até que atenda adequadamente aos requisitos legais, regulamentares e de supervisão relevantes por meio de um projeto apropriado e aderindo aos padrões aplicáveis", descreve um documento compartilhado durante a reunião – e que a Reuters teve acesso.

Em abril, o Conselho de Estabilidade Financeira (FSB) estabeleceu dez recomendações para permitir uma abordagem internacional regulatória da Libra. Ao que parece, o G7 possui preocupação semelhante.

Facebook renomeia carteira digital 

O anúncio da moeda digital do Facebook, a Libra, gerou bastante debate no ano passado. A ideia se mostrou promissora no início, mas acabou perdendo força na sequência, com a debandada de fortes parceiros do mundo financeiro.

Quando foi anunciada inicialmente, a Libra teria uma carteira digital chamada Calibra. O nome parece não ter agradado muito e acabou por ser substituído, agora, ela se chamará Novi. O novo nome foi inspirado nos termos em latin "novus", que significa "novo", e "via", que significa "caminho"; indicando que a carteira é um novo caminho e uma nova maneira de enviar dinheiro.

Segundo o Facebook, a transferência de dinheiro por meio da carteira será bem fácil. O usuário poderá utilizar a Novi como um aplicativo independente, ou ainda por meio do Messenger e no WhatsApp. Não haverá cobranças ocultas para enviar, adicionar, receber ou sacar dinheiro e as transferências chegarão de forma instantânea.

Todos os clientes da Novi serão verificados usando documentos de identificação emitidos por governos, e o aplicativo terá mecanismos de proteção contra fraudes. A ideia do Facebook é apresentar uma versão inicial da Novi quando a rede Libra estiver disponível.

Via: Reuters

Economia Facebook criptomoeda Libra
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você