Nova superfície inteligente pode aumentar o sinal de Wi-Fi em 10 vezes

O protótipo RFocus foi desenvolvido pelo MIT - Instituto de Tecnologia de Massachusetts

Matheus Luque 03/02/2020 12h03
RFocus
A A A

Há um problema em colocar conexões sem fio em dispositivos cada vez menores: eles podem sofrer para manter um bom sinal quando há pouco espaço para antenas. Os pesquisadores do Laboratório de Ciência da Computação e Inteligência Artificia do MIT - Instituto de Tecnologia de Massachusetts - podem ter uma solução. 


Eles desenvolveram uma superfície inteligente do RFocus, que "pode funcionar tanto como espelho quanto como lente" para focar os sinais de rádio nos dispositivos certos nos dois lados da "cerca". Em contrapartida, isso melhora a intensidade do sinal de Wi-Fi em quase 10 vezes, além de duplicar a capacidade do canal mediano em um ambiente de escritório.

Em vez de algumas antenas monolíticas, o protótipo RFocus gira em torno de mais de 3 mil antenas minúsculas com software, que as organiza para maximizar a recepção. Em outras palavras, o RFocus está atuando como um controlador de formação de feixe no meio, em vez de permitir que os terminais de rádio gerenciem essa atividade, que seria difícil de implementar em dispositivos minúsculos.

Reprodução

O RFocus do MIT se comporta como um espelho/lente, dependendo da localização do dispositivo com o receptor

 

A matriz seria relativamente barata, com apenas alguns dólares por antena, e consumiria pouca energia em comparação com um sistema convencional. Apesar do aumento de quase dez vezes no sinal, o RFocus na verdade não usa amplificação de sinal, o que significa que as próprias antenas não emitem energia.

Ainda não se sabe em quanto tempo o RFocus estará em uso. A equipe não teria apenas que refinar o design, mas encontrar uma maneira de produzi-lo em escala, na forma de um "papel de parede fino e barato", sem a necessidade de fiação. No mínimo, isso poderia oferecer conexões mais fortes e de longo alcance para tudo, desde Wi-Fi a 5G.

No entanto, isso pode ser mais útil para dispositivos de internet das coisas, que são muito pequenos para ter um link sem fio ou precisam de algum volume adicional para manter sinais confiáveis. Você poderia ver dados sem fio em mais dispositivos ou versões mais elegantes dos gadgets que você já possui.

O professor do MIT, Hari Balakrishnan, explica: "o objetivo principal aqui era explorar se podemos usar elementos no ambiente e organizá-los para direcionar o sinal de uma maneira que possamos realmente controlar. Se você deseja ter sipositivos sem fio que transmitam com a menor potência possível, mas fornece um bom sinal, esta parece ser uma maneira extremamente promissora de fazer isso".


Via: The Next Web

Wi-Fi internet das coisas sinal sinal de wi-fi
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você