EnglishPortugueseSpanish

A Apple apresentou recentemente o seu chip de fabricação própria M1. A proposta é substituir os processadores Intel pelo M1 nos novos modelos de Macs. A novidade agradou e as primeiras análises mostraram um desempenho impressionante em relação ao desempenho e a vida útil da bateria dos chips da Apple. Mas a Intel garante que o seu processador Core i7 é superior.

Com benchmarks próprios, a Intel comparou seu processador Core i7 de 11ª geração com o M1 encontrado no mais novo MacBook Pro. A Intel afirma que seus chips mais recentes superaram o desempenho do M1, da Apple, em 30% nas tarefas gerais de navegação do Chrome, e em cada uma de suas tarefas do Office 365.

Os revisores descobriram que a duração da bateria do MacBook Pro é superior à do MacBook Air e de notebooks Windows semelhantes, mas a Intel usou o Air em suas comparações para mostrar que ele superava os PCs por apenas seis minutos.

publicidade
Novo chip da Apple, M1. Imagem: Shutterstock


A Intel também argumenta que os PCs oferecem mais opções, melhor compatibilidade de periféricos e suporte a vários monitores. Estes são pontos particularmente válidos, especialmente quando você considera que o M1 MacBook Pro e o Air suportam apenas um único monitor externo.
O que os benchmarks escolhidos a dedo pela Intel não cobrem é a experiência de usar um dispositivo M1 em comparação com os MacBooks baseados em processadores Intel. 

Os laptops mais recentes da Apple são silenciosos durante a maioria das operações, sem ventiladores barulhentos girando, bateria com vida útil mais longa e compatibilidade de software sólida. A transição do processador da Apple tem sido surpreendentemente suave, e esta é apenas a primeira geração de chips a chegar ao mercado.

Intel Core i7 vs Apple M1

A Intel está claramente preocupada com os primeiros chips da Apple e agora o público espera que a empresa responda com seus próprios processadores em vez de benchmarks. Toda a indústria de PCs precisará responder à Apple, em um momento em que as vendas de laptops estão crescendo. 

O novo CEO da Intel, Pat Gelsinger, parece pronto para lutar contra os chips M1 da Apple nos próximos anos, e já deixou claro que a Intel tem que vencer a Maçã no futuro.

publicidade

Fonte: The Verge