EnglishPortugueseSpanish

Jogos gratuitos podem dar lucro – e muito.  De acordo com a Sensor Tower, o RPG free-to-play ‘Genshin Impact’ já rendeu para a miHoYo mais de US$ 874 milhões (R$ 4,9 bilhões) só com microtransações nos últimos cinco meses. O game tem a terceira maior receita no iOS e Google Play, atrás apenas do ‘Honor of Kings’ e ‘PUBG Mobile’, que faturaram mais de US$ 1 bilhão.

Isso explica o gasto imenso que a miHoYo tem para mantê-lo no ar, estimado em US$ 200 milhões (R$ 1,084 bilhão na conversão direta) por ano. Para fins de comparação, o orçamento determinado para o desenvolvimento e lançamento do game foi de US$ 100 milhões (R$ 542,44 milhões).

publicidade

Totalmente gratuito para download, ‘Genshin Impact’ arrecada cerca de US$ 175 milhões por mês com microtransações só nas plataformas móveis, de acordo com a estimativa da Sensor Tower – a empresa não divulga os números oficiais. O faturamento total pode ser ainda maior, já que o game também está disponível no PS4 e PC.

Imagem do jogo Genshin Impact, mostrando quatro lutadores humanos prestes a enfrentar um enorme dragão voador azul
‘Genshin Impact’ pode ser o projeto mais caro do estúdio miHoYo, mas empresa tem um plano de longo prazo para sua manutenção e atualização. Imagem: miHoYo/Divulgação

A maior parte desse dinheiro vem da China: US$ 253 milhões. O Japão é o segundo maior mercado, com US$ 237 milhões, seguido pelos Estados Unidos, com US$ 162 milhões até agora. Os donos de iPhone são os maiores gastadores, já que a receita de ‘Genshin Impact’ na loja da Apple é estimada em US$ 521 milhões, em comparação com US$ 352 milhões no Android.

Os ganhos têm se convertido em aprimoramentos internos. Em uma entrevista concedida ao portal chinês 16P, o estúdio miHoYo conta que dobrou seu pessoal desde 2014, atingindo, em 2020, um total de 2,4 mil funcionários – 700 deles dedicados exclusivamente a ‘Genshin Impact’. A empresa agora tem anseios de expandir para o mercado ocidental, com a construção de um laboratório de pesquisa e desenvolvimento nos Estados Unidos – este, ainda sem previsão.

Ambientado no mundo fictício de Teyvat, ‘Genshin Impact’ coloca você na pele do “Viajante” (“Traveler”), uma pessoa separada de seu irmão gêmeo e preso neste universo composto de sete nações: Mondstadt, Liyue, Inazuma, Sumeru, Fontaine, Natlan e Snezhnaya, além da terra conhecida como “Celestia”, uma ilha flutuante que supostamente é o lar dos deuses e mortais venerados por feitos heroicos.

O jogo é segue o gênero de “aventura em terceira pessoa”, porém recheado de mecânicas “gacha” – nome japonês atribuído a máquinas virtuais de caça-presentes (pense no jogo da garra e nos bichinhos de pelúcia em qualquer shopping – mesmo conceito, só que virtual) – que são responsáveis pelo faturamento favorável de ‘Genshin Impact’: algumas dessas mecânicas são pagas com dinheiro real.

Via: Gamespot/Sensor Tower