Geralmente, quando você joga algum game com outra pessoa, ou estão disputando um contra o outro, ou é no esquema meio “cada um por si” avançando as fases, no que se convencionou chamar “modo cooperativo”. Então vieram os jogos no qual a cooperação é, de fato, essencial, como algumas das fases de ‘Portal 2’ (2011), a série ‘Overcooked’ (2016) e ‘Brothers: A Tale of Two Sons’ (2013), criado por Josef Fares.

Até então diretor de cinema, Fares tomou gosto pela coisa e criou seu próprio estúdio, o Hazelight Studios, e lançou outro jogo cooperativo que caiu no gosto dos gamers, ‘A Way Out’. O diferencial aqui é que a história dos prisioneiros Leo e Vincent não poderia ser jogada por uma pessoa só. Dois jogadores, juntos e em tela dividida, devem tentar escapar da prisão – cada um cumprindo um enredo diferente, ao mesmo tempo.

publicidade

Esse conceito avançou mais um passo no novo jogo de Fares com ‘It Takes Two’, publicado pela Electronic Arts e lançado para PlayStation 4 e 5, Xbox One e Series S/X, e PC. Aqui, o enredo toma um rumo muito mais pessoal e relacionável a qualquer pessoa, além de uma direção de arte belíssima e desafios que exigem colaboração mútua mais do que nunca.

Cody e May Goodwin são um casal em conflito, que está prestes a se separar quando um pedido feito pela filha deles, Rose, a um livro de origem duvidosa e sotaque latino os transforma em dois bonecos. Miniaturizados, Cody e May terão que trabalhar juntos para sair dessa situação, enquanto o Dr. Hakin (o tal “Livro do Amor”) serve de condutor para a terapia do casal.

Toda jornada é construída para ser igualmente engraçada e emocionante. O enredo é bem previsível – no começo os protagonistas “batem cabeça” e discutem a cada passo, mas aos poucos vão resolvendo suas diferenças e redescobrindo sua relação. Mas não deixa de ser bonito o modo como a história se desenrola.

Leia também:

Os desafios que se apresentam não poderiam ser mais variados. De ter que apertar botões juntos ou construir caminhos para o outro passar, até tarefas que são completamente diferentes entre si – e devem ser cumpridas à perfeição, simultaneamente. Não deixe o visual lúdico de ‘It Takes Two’ te enganar: o jogo é desafiador até para as duplas mais entrosadas.

O cenário para essa aventura também é bem doméstico, passando de uma oficina nos fundos para o jardim, e então para dentro de casa. Os adversários são aspiradores de pó revoltados, ferramentas furiosas, animais selvagens e utensílios inúteis. Para superar os obstáculos é preciso diálogo entre os jogadores, tanto para entender qual o quebra-cabeça atual quanto para executá-lo.

Diferente de ‘A Way Out’, ‘It Takes Two’ pode ser jogado tanto em modo coop offline quanto pela internet, com cada um em sua casa. O jogo oferece suporte para crossplay entre gerações (usuários do PS5 podem jogar com usuários do PS4, por exemplo), mas não entre plataformas diferentes. Se não tiver uma dupla, você ainda pode usar o Passe de Amigo para convidar alguém para jogar junto gratuitamente.