EnglishPortugueseSpanish

A Microsoft anunciou nesta segunda-feira (19) que vai investir US$ 1 bilhão na Malásia nos próximos cinco anos. A iniciativa faz parte de um novo programa de parceria com agências governamentais e empresas locais, denominado ‘Bersama Malaysia’ (Juntamente com a Malásia).

Como parte do plano, a Microsoft estabelecerá sua primeira região de datacenter na Malásia, na capital Kuala Lumpur, para fornecer serviços de nuvem localmente e gerenciar dados de vários países. Ademais, a empresa pretende capacitar 1 milhão de malaios até o fim de 2023.

publicidade

De acordo com a IDC, o investimento da Microsoft na Malásia ajudará a gerar até US$ 4,6 bilhões em novas receitas para o ecossistema de parceiros locais e clientes consumidores de nuvem naquele país nos próximos quatro anos. Além disso, a consultoria estima que a Microsoft, seus parceiros e clientes que usam a nuvem, juntos, contribuirão com mais de 19 mil novos empregos diretos e indiretos.

Executivos da Microsoft e do governo malaio durante anúncio da iniciativa. Foto: Divulgação/Microsoft

“Este investimento significativo da Microsoft fortalece ainda mais a posição da Malásia como um potencial hub regional de dados e estamos sempre prontos para receber mais parceiros, à medida que trabalhamos com nossas partes interessadas para melhorar continuamente a proposta de valor da Malásia em big data”, decalrou o primeiro-ministro da Malásia, Yab Tan Sri Muhyiddin Yassin, em comunicado.

Leia mais:

Transformação digital 

A Microsoft trabalhará com o governo, startups e empresas para apoiar as metas de transformação digital da Malásia. Especificamente, a Microsoft, em parceria com a Social & Economic Research Initiative (SERI), estabeleceu a aliança MyDigital Alliance Leadership Council para colaborar nas recomendações de políticas nativas digitais e em nuvem. 

Na primeira reunião da iniciativa, foi discutida a digitalização no setor de educação para fomentar uma força de trabalho digital malaia globalmente competitiva. Além disso, as empresas malaias Petroliam Nasional Berhad (Petronas) e Celcom Axiata Berhad se comprometeram a ajudar a promover iniciativas digitais da Malásia, bem como usar a nuvem da Microsoft da nova região de datacenter, quando disponível.

“A próxima região de datacenter será uma virada de jogo para a Malásia”, disse o vice-presidente executivo da Microsoft, Jean-Philippe Courtois, acrescentando que permitirá ao governo e às empresas “transformar” suas operações.