EnglishPortugueseSpanish

Considerado o 4° maior banco da América Latina, o Nubank acaba de dar um passo importante para tornar-se uma plataforma financeira completa. Nesta terça-feira (20), o banco digital comunicou que dará início aos testes de seus primeiros produtos voltados para investimentos.

A princípio, o Nubank vai disponibilizar três fundos de investimentos: o Nu Seleção Cautela, Nu Seleção Equilíbrio e Nu Seleção Potencial. Eles baseiam-se em ativos compostos por produtos em renda fixa, ações do Brasil e Estados Unidos, ouro e dólar. Dependendo da modalidade escolhida, será possível investir a partir de R$ 1.

publicidade

Felizmente, não será preciso expertise em investimentos para dar início às aplicações. Isso porque o banco disponibilizará um questionário para definir o perfil do cliente e direcioná-lo para o fundo que melhor atender às suas necessidades. Inclusive, a curadoria das opções de investimentos será feita por uma equipe especializada na gestão de ativos.

E o melhor: tudo será feito pelo aplicativo, já que estes investimentos serão unificados com a conta Nubank do usuário.

Logo do Nubank exibido em smartphone
Banco digital vai disponibilizar investimentos a partir de R$ 1. Foto: Brenda Rocha – Blossom/Shutterstock

Leia mais:

“É comum no mercado a oferta de uma enormidade de produtos, mas que são de difícil compreensão, o que confunde o cliente e dificulta a decisão”, destacou Cristina Junqueira, cofundadora e CEO do Nubank. “Queremos atuar na eliminação dessa complexidade, com uma experiência fluída e que preserva o protagonismo do investidor”, afirmou.

Como uma espécie de beta de um software, a novidade será disponibilizada, inicialmente, para um grupo seleto já nos próximos dias — para verificar se figura entre os participantes do produto teste, busque pela opção “Investimentos” na tela inicial do app.

Após as sugestões e possíveis mudanças para otimizar a experiência dos usuários, os investimentos deverão ser liberados para toda a comunidade de clientes nos próximos meses.

“Esse é mais um passo que damos em direção à democratização das possibilidades de investimento no Brasil, com simplicidade e de forma acessível”, completou Junqueira.

Fonte: Estadão