Embora vários dos prêmios do Oscar 2021 tenham ocorrido conforme o esperado, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (Academy of Motion Picture Arts and Sciences, em inglês) ainda encontrou espaço para algumas surpresas e esnobadas. Em um cerimônia totalmente reformulada para os tempos de pandemia de covid-19, a entrega de algumas das estatuetas foi chocante para fãs, imprensa e público no geral.

Em uma noite com os prêmios bem distribuídos e sem um grande vencedor ao final do maior evento da indústria do cinema, confira abaixo algumas das principais surpresas do Oscar 2021:

publicidade

Leia mais:

Surpresa: Anthony Hopkins leva o prêmio de “Melhor Ator” no Oscar 2021

Anthony Hopkins em 'Meu Pai'. Imagem: Ascot Elite Entertainment/Divulgação
Anthony Hopkins em ‘Meu Pai’. Imagem: Ascot Elite Entertainment/Divulgação

Rompendo com a tradição, o prêmio de “Melhor Ator” foi transferido para o final da noite, momento normalmente reservado para “Melhor Filme”. Isso foi visto como mais um sinal de que este prêmio seria dado postumamente ao falecido Chadwick Boseman, por ‘A Voz Suprema do Blues’, visto que o ator já tinha levado uma série de prêmios por sua atuação, incluindo o Globo de OuroCritics’ Choice e SAG Awards

Mas mesmo com uma atuação perfeita e a comoção diante da morte do eterno ‘Pantera Negra’, ainda era difícil competir com Anthony Hopkins, que entregou uma performance poderosa e considerada por muitos “a melhor da carreira” em ‘Meu Pai’. E foi isso que ocorreu: a Academia resolveu seguir a mesma linha de raciocínio do BAFTA (o “Oscar inglês”) e premiou o ator de 83 anos.

A surpresa em si não é nem por quem venceu o Oscar, visto que ambas as atuações eram merecedoras – isso sem contar a de Riz Ahmed, em ‘Som do Silêncio’. No entanto, Boseman ter levado praticamente todos os principais prêmios de “Melhor Ator” na temporada o colocava na posição de favorito, além do fato de que a categoria foi a última anunciada, fazendo com que fãs esperassem a vitória acrescentada de uma homenagem ao ator de 43 anos, que faleceu em 2020 vítima de câncer.

Esnobada: Leslie Odom Jr. perde “Melhor Canção Original” para H.E.R

Leslie Odom Jr. canta 'Speak Now' para evento pré-Oscar. Imagem: Richard Harbaugh / ©A.M.P.A.S.
Leslie Odom Jr. canta ‘Speak Now’ para evento pré-Oscar. Imagem: Richard Harbaugh / ©A.M.P.A.S.

‘Uma Noite em Miami’, dirigido pela atriz Regina King, saiu de mãos vazias do Oscar 2021, embora tenha recebido três indicações e sido considerado favorito ao prêmio de “Melhor Canção Original”, com ‘Speak Now’.

Interpretada pelo incrível Leslie Odom Jr., esta foi uma boa chance de reconhecer o filme e o ator/cantor – que também foi indicado a “Melhor Ator Coadjuvante” -, mas talvez ainda de premiar uma das estrelas mais badaladas de 2020, com base na popularidade por ‘Hamilton‘ no Disney+.

Em vez disso, a estatueta dourada foi para a jovem cantora H.E.R., em parceria com D’Mile e Tiara Thomas com a canção ‘Fight For You’. ‘Speak Now’ com certeza teve uma temporada de prêmios mais forte, mas a música-tema de ‘Judas e o Messias Negro’ foi a escolhida pela Academia.

Surpresa: ‘Mank’ não sai de mãos vazias e vence até “Melhor Fotografia”

Gary Oldman e David Fincher nos bastidores de 'Mank'. Imagem: Miles Crist/Netflix
Gary Oldman e David Fincher nos bastidores de ‘Mank’. Imagem: Miles Crist/Netflix

Com 10 indicações ao Oscar de 2021, ‘Mank’ não era exatamente um azarão, mas também não era o grande favorito para levar algum prêmio durante a cerimônia, ainda mais o de “Melhor Fotografia”. No entanto, o filme venceu na categoria e garantiu ainda outra estatueta: a de “Melhor Direção de Arte”.

Uma surpresa, claro. Embora o filme registrasse uma recriação meticulosa de Hollywood durante a Idade de Ouro e ligações com ‘Cidadão Kane’ (1941), ainda pairava a dúvida de como a Academia iria lidar com a fotografia em preto e branco de Erik Messerschmidt. E também tinha ‘Nomadland’ como concorrente, que era favorito na categoria pelas paisagens e estilo naturalista de filmagem, além de um senso de beleza que surpreendeu a todos.

Mas pensando bem: Hollywood adora filmes e histórias sobre si mesma, não?

Esnobada: ‘Os 7 de Chicago’ sai de mãos vazias do Oscar 2021

Cena de ‘”Os 7 de Chicago’. Imagem: NICO TAVERNISE/NETFLIX © 2020.

Nos últimos anos, há uma discussão sobre a ascensão dos streamings de filmes e o quanto eles estão começando a aparecer no Oscar. Isso foi mais pertinente do que nunca em 2021, visto que os filmes que lançaram no ano anterior não tiveram a chance de estrear nos cinemas por conta da pandemia. Essa foi a chance da Netflix de emplacar vários títulos para concorrer na premiação.

E enquanto ‘Mank’ e ‘A Voz Suprema do Blues’ faturaram duas estatuetas douradas cada, outro grande lançamento foi esnobado completamente: ‘Os 7 de Chicago’, escrito e dirigido por Aaron Sorkin. Com seis indicações , incluindo a de “Melhor Filme”, o longa histórico voltou para casa de mãos vazias.

Embora parecesse improvável que levasse o prêmio principal, houve expectativa após o filme ganhar como “Melhor Elenco” no SAG Awards 2021. “Melhor Montagem” também parecia uma boa chance de receber algum reconhecimento (mas acabou indo para ‘O Som do Silêncio’), além de Aaron Sorkin sempre ser um bom nome na categoria “Roteiro Original” (mas perdeu para o mais merecido script de Emerald Fennell, por ‘Bela Vingança’).

Surpresa: ‘O Som do Silêncio’ leva “Melhor Edição”

Riz Ahmed em 'O Som do Silêncio'. Imagem: Amazon Studios/Divulgação
Riz Ahmed em ‘O Som do Silêncio’. Imagem: Amazon Studios/Divulgação

‘O Som do Silêncio’ já havia ganho o prêmio na categoria em que era claramente favorito no 93º Oscar: “Melhor Som”. No entanto, o filme protagonizado por Riz Ahmed não parou por aí e levou também a estatueta de “Melhor Montagem” (ou seja, a produção da Amazon Prime superou o favoritismo de ‘Os 7 de Chicago’, da Netflix. “Guerra dos streamings” até na Academia…). 

Esnobada (ou surpresa?): ‘Meu Pai’ bate ‘Borat’ e ‘Nomadland’ em “Melhor Roteiro Adaptado”

Olivia Colman e Anthony Hopkins em “Meu Pai”. Crédito: California Filmes/Divulgação

Surpresa ou esnobada? As outras premiações escolheram diferentes filmes na categoria de “Melhor Roteiro”. Por exemplo, o Globo de Ouro escolheu ‘Os 7 de Chicago’, enquanto o Critics’ Choice optou por ‘Nomadland’ e o Writers Guild of America (WGA), principal termômetro do Oscar para scripts, nomeou ‘Borat: Fita de Cinema Seguinte’. A Academia decidiu ignorar as decisões tomadas por outros e definiu ‘Meu Pai’ como o vencedor.

Fato curioso: ‘Meu Pai’ não foi elegível para o WGA, o que tornou a decisão do Oscar de “Melhor Roteiro Original” ainda mais surpreendente.

Surpresa: a ordem dos prêmios

Prêmio cinema Oscar
Imagem: Matt Petit/A.M.P.A.S.

O Oscar 2021 surpreendeu (e deixou muita gente confusa) com a ordem da entrega de estatuetas. O prêmio de Melhor Filme – suposto maior prêmio da cerimônia – foi anunciado antes do fim. Ou seja, por algum motivo ainda não revelado, a Academia optou por consagrar ‘Nomadland’ como “Melhor Filmes” antes de anunciar Frances McDormand como “Melhor Atriz” e Anthony Hopkins como “Melhor Ator”. Estranho…

“Esnobada surpresa”? O fim do Oscar 2021

Estação Union Station, em Los Angeles, será palco do Oscar. Imagem: Kit Leong / Shutterstock.com
Estação Union Station, em Los Angeles, foi o novo palco do Oscar. Imagem: Kit Leong / Shutterstock.com

Sem nem mesmo um discurso de aceitação final, o Oscar 2021 simplesmente chegou ao fim de forma abrupta. Joaquin Phoenix, que ganhou o prêmio de “Melhor Ator” no ano passado por ‘Coringa’, leu desajeitadamente um teleprompter e saiu do palco. Em seguida, as câmeras mudaram para o diretor musical e DJ do evento Questlove, que informou a uma plateia um tanto confusa e contida na estação Union – e aqueles que ainda assistiam em casa – que a cerimônia havia acabado. As redes sociais, é claro, foram tomadas por comentários negativos em relação à atitude tomada pela Academia.

Nos bastidores, a equipe de ‘Nomadland’ foi questionada sobre como eles se sentiam sobre a categoria de “Melhor Filme” sendo anunciada mais cedo. “Com certeza foi uma surpresa”, disse um dos produtores do filme, Dan Janvey, ao jornal L.A Times. “Acho que muitos de nós crescemos assistindo ao Oscar e eu me acostumei com isso [a categoria] sendo a última.”

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!