EnglishPortugueseSpanish

O núcleo do super-foguete que vai levar a humanidade de volta à Lua pelo Programa Artemis chegou à Flórida. A parte principal do Sistema de Lançamento Espacial (SLS, na sigla em inglês) entrou no Centro Espacial John F. Kennedy há uma semana, no início da noite da última terça-feira (27).

O site norte-americano Space conseguiu fotos exclusivas do centro do foguete no lugar, nesta terça-feira (4). Ao chegar à sua nova casa, o núcleo se junta a todos os componentes do SLS, fazendo com que todas as partes estejam no mesmo ambiente pela primeira vez.

publicidade

Leia mais:

Detalhes das partes do foguete SLS para o Programa Artemis. Imagem: NASA/Divulgação

O núcleo vai passar por verificações antes de se juntar aos propulsores auxiliares, que já estão na base onde tudo vai ser montado. Depois, a espaçonave Orion será integrada ao conjunto, no verão do hemisfério norte, além de outras peças para o voo da missão Artemis 1, marcado para novembro deste ano.

O núcleo foi construído pela Boeing e tem 64,6 metros de altura e 8,4 metros de diâmetro. Ele será abastecido por 2,8 milhões de litros de hidrogênio líquido e oxigênio líquido. Essa parte do SLS também conta com quatro motores RS-25, da Aerojet Rocketdyne. Junto às outras partes, o foguete SLS e a espaçonave Orion terão 98 metros de altura.

Núcleo do foguete no centro espacial, na Flórida. Imagem: NASA/Divulgação

Depois que todas as peças forem montadas, a Nasa planeja tirar o SLS da garagem e levá-lo à plataforma de lançamento pela primeira vez. Lá, o mega-foguete passará por um ensaio geral, que terá até a contagem regressiva. Em seguida, ele volta para a garagem e espera o dia de lançamento oficial.

Artemis 1 será uma missão não tripulada. Só em 2023 o programa contará com astronautas a caminho da Lua. A missão é similar à Apollo 8, de 1968. Eles vão dar uma volta ao redor de nosso satélite natural, sem pousar. Essa última parte ficará para outra missão, agendada para 2024.

Dezoito astronautas já foram selecionados para o programa. Metade do time é composto por mulheres e há também pessoas não brancas no grupo.

As mulheres são Kayla J. Barron, Christina H. Koch, Nicole A. Mann, Anne C. McClain, Jessica U. Meir, Jasmin Moghbeli, Kathleen Rubins, Jessica A. Watkins e Stephanie D. Wilson. Os homens são Joseph M. Acaba, Raja Chari, Matthew S. Dominick, Victor J. Glover, Warren Hoburg, Jonathan Kim, Kjell N. Lindgren, Francisco C. Rubio e Scott D. Tingle.

Já as pessoas não brancas, chamadas nos Estados Unidos de “pessoas de cor”, são representadas por dez astronautas: Jessica U. Meir (cujo pai é Iraquiano), Jasmin Moghbeli (pais Iranianos), Jessica A. Watkins (negra), Stephanie D. Wilson (a segunda mulher afro-americana a ir ao espaço), Joseph M. Acaba (Porto-Riquenho), Raja Chari (pai indiano), Victor J. Glover (negro), Jonathan Kim (pais Sul-Coreanos), Kjell N. Lindgren (mãe Taiwanesa) e Francisco C. Rubio (pais Salvadorenhos).

Via: Space