Os primeiros casos da variante indiana da Covid-19 no Brasil foram confirmados no estado do Maranhão. Seis tripulantes do navio “MV Shandong da Da Zhi” testaram positivo para a cepa B.1.617.2. Destes, apenas um está em solo nacional, um paciente de 54 anos, que segue internado.

A informação foi dada pelo secretário de Estado da Saúde do Maranhão, Carlos Lula. No total, 15 membros da embarcação tiveram o diagnóstico de Covid-19, mas nem todos da cepa indiana. Destes, 14 estão em isolamento e um está internado.

publicidade

Variante indiana da Covid-19 no Maranhão

A embarcação está isolada e não tem autorização para atracar no estado. Cem pessoas que tiveram contato com os tripulantes infectados estão em isolamento e vão ser testadas.

O paciente internado é um indiano de 54 anos. Ele deu entrada em um hospital privado na capital São Luís e mantém quadro estável. E, segundo o último boletim médico, a variante indiana só foi confirmada após um teste genético. No dia 4 de maio, o homem começou a ter sintomas e febre. Por conta do quadro, ele foi encaminhado de helicóptero para a unidade de saúde.

Leia mais:

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a variante indiana, agora detectada no Maranhão, é motivo de preocupação global devido ao grande aumento no número de casos no país asiático.

Também por conta ao colapso de saúde na Índia, o governo federal proibiu a entrada de voos com origem no país, após uma recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!