A versão 91 do Microsoft Edge chega aos usuários esta semana. A Microsoft promete melhorias no desempenho do navegador, mas sem grandes novidades. Os novos recursos do Edge já são previamente conhecidos.

As abas de hibernação já existem no navegador estável. A ferramenta pega as guias que não estão sendo usadas há algumas horas e impede que sejam atualizadas.

publicidade

Leia mais:

A Microsoft acrescentou algumas melhorias ao recurso. Segundo a empresa, no Edge 91 houve uma redução de até 82% no uso de memória, pois anúncios e scripts nas páginas são colocados em modo de espera.

Outra atualização é uma melhor velocidade de inicialização do Edge, com o recurso Startup Boost. O navegador passa a executar processos em segundo plano na ativação. A expectativa é de que o Edge 91 seja o navegador mais rápido disponível para o Windows 10.

O Edge continua com um modo infantil. Imagem: Divulgação/Microsoft

A atualização no navegador da Microsoft também passa pela rivalidade com o Chrome, navegador do Google. Desde 2020, cinco anos após seu lançamento, o Edge é construído a partir do Chromium, projeto de navegador web de código aberto desenvolvido pelo Google, no qual o Chrome também é baseado.

Outras novidades no Edge 91 são de aparência. Os usuários terão opções de novas cores de tema. Para alterar o esquema de cores basta ir em “Configurações” e “Aparência”.

Há ainda novas interfaces de programação de aplicações (API, na sigla em inglês) de reconhecimento de fala, além de uma nova opção, chamada “Página atual”, para quando o usuário está imprimindo arquivos em PDF.

Edge para desenvolvedores

A API WebView2 agora está incluída no WinUi 3. Ele também suporta Win32 C / C ++ e WPF / WinForms. Mas, se o desenvolvedor estiver criando um aplicativo UWP, ainda precisará usar o WebView. Esse último é baseado em EdgeHTML, diferente do WebView2, que é baseado em Chromium.

Via: XDA

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!