Na terça-feira (16), Serdar Hüseyin Yildirim, presidente da Agência Espacial Turca (TUA), esteve na Conferência Global de Exploração Espacial (GLEX) 2021, em São Petersburgo, na Rússia, onde discursou sobre os planos ambiciosos do programa espacial da Turquia. Enviar um protótipo de foguete à Lua até 2023 e um rover lunar até 2030 estão entre eles.

Apresentado oficialmente pelo presidente Recep Tayyip Erdogan em fevereiro deste ano, o programa espacial da Turquia objetiva torná-la uma das grandes potências espaciais do mundo, se juntando a um clube exclusivo de poucos países capazes de realizar projetos complexos de exploração espacial por conta própria.

publicidade
Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, apresentando o Programa Espacial Turco, na Rússia, em fevereiro deste ano. Imagem: Mustafa Kamaci / Agência Anadolu

Protótipo do foguete será lançado antes para garantir sucesso no lançamento do rover

De acordo com Yildirim, o foguete que lançará o rover lunar será construído internamente, usando um motor híbrido que já está em desenvolvimento.

Para ajudar a garantir que estará tudo pronto para o lançamento do rover, um protótipo do foguete voará para a Lua no final de 2023, se tudo correr conforme o planejado. 

“Pretendemos usar nosso próprio foguete para chegar à lua”, disse Yildirim. “Mas para esta fase, nossa espaçonave será levada para a órbita baixa da Terra com uma colaboração internacional”.

De acordo com um relatório da agência de notícias turca Anadolu, a missão 2023 fará um “pouso duro” na Lua (ou seja, irá colidir), o que ajudará os engenheiros turcos a coletar dados para um pouso suave em meados de 2029. 

Leia mais:

Turquia enviará 30 astronautas à Estação Espacial Internacional

Ainda segundo Yildirim relatou na GLEX, a Turquia também planeja enviar 30 astronautas à Estação Espacial Internacional nos próximos anos, para conduzir experimentos científicos. 

“Estamos tentando finalizar nossas negociações com as partes”, disse ele. “Em alguns meses, estarão finalizadas [as conversas], e iniciaremos o processo de treinamento”.

O Programa Espacial Nacional da Turquia também prevê o estabelecimento de um porto espacial turco local e o desenvolvimento de um sistema nacional de posicionamento e cronometragem por satélite regional. 

Segundo o site da emissora alemã Deutsche Welle a Agência Espacial Turca, lançada em 2018, foi muito criticada na época por ter sido anunciada em meio a uma crise econômica. Os apoiadores, no entanto, afirmam que o programa espacial pode motivar pesquisadores e cientistas a permanecer no país, em vez de buscar oportunidades no exterior. 

Detalhes do orçamento do programa espacial ainda não foram revelados.

Fonte: Space.com

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!