Veículos e Tecnologia

Motorista é multado por afixar antena da Starlink no capô do carro

04/07/21 11h35, atualizada em 05/07/21 10h18
toyota prius starlink califórnia 2

Imagem: California Highway Patrol - Antelope Valley/Reprodução

Tudo bem que muitas vezes a banda larga móvel móveis falha quando o usuário está na estrada, mas um motorista dos Estados Unidos exagerou um pouco para evitar o problema. Na última sexta-feira (2), o dono de um Toyota Prius foi multado por afixar uma antena parabólica do terminal da Starlink no capô de seu veículo.

A multa inusitada foi publicada no perfil oficial da California Highway Patrol (CHP) – Antelope Valley no Facebook. No post há uma pergunta feita pelo policial que parou o motorista no momento. “Eu o parei por causa dessa obstrução visual no seu capô. Isso não bloqueia sua visão enquanto dirige?”, perguntou o patrulheiro.

Leia mais:

O motorista respondeu ao policial com honestidade. “Só quando eu preciso virar à direita”, disse o dono do Prius. Além dessa parte do diálogo entre policial e motorista, o CHP publicou duas fotos da antena Starlink presa ao capô do veículo.

Em entrevista à emissora CNBC, um representante da patrulha contou que o motorista se justificou dizendo que precisava da antena para ter Wi-Fi no carro para uma empresa que opera fora do veículo. O argumento não convenceu e o usuário do serviço Starlink recebeu a multa.

A infração é enquadrada na seção 26708 (a) (2) do Código de Veículos da Califórnia, que proíbe pessoas de dirigirem carros com qualquer “objeto ou material instalado, afixado ou aplicado no ou sobre o veículo que obstrua ou reduza a visão clara do motorista através do para-brisa ou janelas laterais”.

Antena no capô “só” atrapalhava o motorista quando ele virava para a direita. Imagem: California Highway Patrol – Antelope Valley/Reprodução

A Starlink é um serviço de banda larga da SpaceX, empresa aeroespacial de Elon Musk. Ele está em período beta e já tem quase 70 mil usuários em 12 países. Eles pagam US$ 99 (R$ 500, na conversão direta) de mensalidade, além da compra do terminal, como o usado pelo motorista californiano, por US$ 499 (cerca de R$ 2.500)

Até agora, a empresa conta com mais de 1.500 satélites em órbita baixa da Terra fornecendo serviço de dados com largura de banda combinada de 30 Tbps. “A partir de agosto, devemos ter conectividade global em todos os lugares, exceto nos polos”, disse Musk.

Via: The Verge

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe sua opinião
Sugeridos pra você
Tags