Um meteoro bastante luminoso cruzou o céu do Paraná no início da noite da última quinta-feira (8) e foi visto em pelo menos quatro estados. Ele também foi registrado por câmeras da BRAMON – Rede Brasileira de Observação de Meteoros e do Clima ao Vivo no Paraná, São Paulo, Santa Catarina e também no Rio Grande do Sul. Confira o vídeo:

Diversas pessoas relataram terem visto o bólido, esverdeado, cruzando o céu, nas redes sociais e na ferramenta de reporte de bólidos da BRAMON. Além disso, o belo meteoro também foi fotografado pelas câmeras allsky em Ourinhos, SP e Ponta Grossa no Paraná, que, aliás, fez um dos mais belos registros desse meteoro. Um detalhe, que pode ser visto na imagem abaixo, é que há um rastro menor na parte de cima da imagem. Trata-se do Telescópio Espacial Hubble, que passava no céu no momento da captura.

publicidade
Passagem do meteoro sobre Ponta Grossa, PR
Passagem do meteoro sobre Ponta Grossa, PR. Créditos: Luiz Duda (instagram.com/myskybr)

Análises

A partir dos vídeos registrados, a BRAMON calculou a trajetória do meteoro. De acordo com as análises, o meteoroide atingiu a atmosfera da Terra em um ângulo de 20,3°, em relação ao solo, e começou a brilhar a 97,1 km de altitude sobre o município de Jaguariaíva, no Paraná. Seguiu a 71,7 mil km/h, percorrendo 126,6 km em 6,4 segundos, e desapareceu a 53,0 km de altitude, sobre Imbituva, também no Paraná.

Trajetória do meteoro pela atmosfera
Trajetória do meteoro pela atmosfera. Créditos: Bramon

Apesar de parecer lento e bem mais demorado do que normalmente costumamos ver um meteoro, este meteoro não era tão lento como parecia. Em sua passagem atmosférica ele atingiu uma velocidade média de 71,7 mil km/h, mas pareceu lento porque entrou em nossa atmosfera em um ângulo muito baixo, cerca de 20° em relação ao solo. Por isso, ele percorre uma distância maior dentro das camadas mais altas da atmosfera, permanecendo iluminado por mais tempo.

Ainda de acordo com a BRAMON, o objeto provavelmente não era tão grande. Os cálculos de massa ainda não foram feitos, mas estimam que seja algo com cerca de 30 Kg, do tamanho de uma bola de futebol. Os dados calculados nas análises iniciais, indicam que ele provavelmente foi completamente vaporizado pelo calor gerado na passagem atmosférica.

Leia mais:

Meteoro registrado pela estação JJS5 em Monte Castelo, SC
Meteoro registrado pela estação JJS5 em Monte Castelo, SC. Créditos: Jocimar Justino/Bramon

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!