Como tentativa de alavancar as vendas nos Estados Unidos (EUA), o Grupo Volkswagen confirmou na última terça-feira (13) que irá tentar apelar para a “nostalgia” e o “emocional” dos clientes do país com o lançamento oficial do ID Buzz, a Kombi elétrica. Sim, está realmente acontecendo.

O anúncio foi feito pelo CEO da montadora alemã, Hebert Diess, em meio às explicações do ambicioso projeto chamado de “New Auto” – que consiste em uma série de planos para os próximos nove anos focados na eletrificação do veículos, condução autônoma e novos softwares.

publicidade
CEO da Volkswagen confirma que ID Buzz, a Kombi elétrica, será lançada em 2022. Imagem: Motor1/Reprodução

Para o executivo, o objetivo do lançamento oficial da van elétrica, que foi apresentada como conceito em 2017, é tentar fazer com que “os EUA amem a Volkswagen novamente”. Diess, então, apontou que o ID Buzz é a “escolha mais óbvia” para fazer com que isso ocorra. “Acho que, no mundo eletrificado, precisamos de produtos emocionais. E o mais icônico que temos em toda a nossa linha de produtos é provavelmente a [nova] Kombi da Volkswagen”, afirmou.

O plano de Diess é evocar nostalgia e afeição genuína “por meio de algo que apenas a Volkswagen pode oferecer”, ao contrário de lançar excessivamente várias novas SUVs elétricas, por exemplo. “Os americanos realmente conectaram [a Kombi] a um estilo de vida, experiência e memórias dos anos 1970. O veículo realmente adiciona algo à marca que as concorrentes não têm e ainda há muitas memória afetiva nos Estados Unidos”, comentou.

“É realmente uma pena termos perdido os Estados Unidos como mercado principal”, disse Diess, refletindo sobre a posição atual da montadora como marca de nicho. “Basicamente, [houve] declínio desde os anos 1960, 1970, 1980 e 1990, e não pudemos recuperar o ímpeto até agora. Agora, [com a Kombi e mais veículos elétricos] temos uma chance histórica”, continuou.

Kombi elétrica
ID Buzz: a Kombi elétrica da Volkswagen, que será lançada em 2022. Imagem: Motor1/Reprodução

Mais informações sobre o ID Buzz – como autonomia, bateria etc- não foram reveladas, todavia Diess garante que o design chegará muito perto do que as pessoas “esperariam de um remake da Kombi original”, com recursos “muito bons”. Apesar do atraso de quase cinco anos, ele reitera que o veículo, de fato, “está em produção” atualmente.

“O lançamento [da Kombi elétrica] será parte de uma nova linha de empolgação que incluirá mais carros elétricos, nos quais estamos trabalhando atualmente”, concluiu o CEO, reiterando que acredita que um futuro elétrico é a forma mais eficaz de retomar os Estados Unidos como principal mercado da Volkwagen.

Leia mais:

Fontes: The Drive e Motor1

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!