Na última semana a fabricante chinesa de smartphones OnePlus foi acusada de limitar o desempenho de seu principal aparelho, o OnePlus 9, além de sua variante One Plus 9 Pro, em alguns aplicativos populares

Segundo reportagem do site americano de notícias AnandTech, a empresa deliberadamente estaria impedindo que determinados apps acessassem todo o poder de processamento dos aparelhos, impactando sua performance com o objetivo de entregar melhor autonomia de bateria.

publicidade
Decisão da empresa é para otimizar a bateria. Imagem: Framesira – Shutterstock

A medida de economia de desempenho da CPU em aplicativos como o Google Chrome, o Twitter, o WhatsApp e o Facebook, entre outros, foi justificada pela OnePlus.

A fabricante emitiu uma declaração admitindo que o OnePlus série 9 limita o desempenho da CPU em muitos aplicativos populares. E em uma nova mensagem em seus fóruns oficiais, a empresa detalhou o raciocínio por trás da limitação do desempenho da CPU.

Na publicação, a OnePlus afirma que o desempenho do Snapdragon 888 é exagerado para a maioria das tarefas do dia a dia. Segundo a empresa, alguns aplicativos mas exigentes e jogos tem permissão para que os núcleos de desempenho, incluindo o núcleo da CPU X1, funcionem em sua velocidade total.

Ao mesmo tempo, a empresa explica que reduz a frequência da CPU em cenários que exigem menos poder de processamento, como ler uma página da web ou acompanhar feeds do Twitter e Instagram, por exemplo, para economizar bateria e reduzir o aquecimento.

Leia mais:

A OnePlus também confirmou que mantém uma lista dos aplicativos mais populares que estão sujeitos a essa otimização de desempenho: “A equipe de P&D da OnePlus também mantém uma lista de aplicativos — com base nos aplicativos mais populares da Google Play Store — que tentamos otimizar. Isso inclui alguns dos aplicativos que você conhece e adora, como Chrome, Twitter, Zoom, WhatsApp, Facebook, Instagram, Snapchat, YouTube, Discord, Microsoft Office e nossos próprios aplicativos. Toda essa otimização só é ativada depois que nossa equipe de teste garante que a experiência real do usuário não seja afetada negativamente”.

Especialistas criticam OnePlus: otimização da bateria deve ser opção do usuário

As medidas podem não foram bem vistas por todos. O site XDA Developers, por exemplo, acredita que “as fabricantes de smartphones não devem limitar o desempenho de nenhum aplicativo sem avisar aos usuários”. 

Kishan Vyas, repórter do site e autodeclarado usuário antigo do Android, afirmou que “a limitação do desempenho pode ser uma faca de dois gumes, pois pode ser usada como arma pelas empresas para desacelerar deliberadamente o desempenho e forçar as pessoas a atualizar para um modelo mais novo no futuro. O escândalo da bateria do iPhone vem à mente”, declarou.

“Se a OnePlus optar por manter o mecanismo de limitação de desempenho no lugar, deve, no mínimo, dar aos usuários avançados a opção de desativar essa otimização e deixá-los decidir por si próprios se desejam economizar bateria ou ter o desempenho máximo”.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!