Nesta segunda-feira (19), a SpaceX fez o primeiro disparo do enorme Super Heavy, foguete propulsor da Starship, em um teste curto e inédito para o ambicioso novo sistema de lançamento da empresa. 

O imponente foguete de aço inoxidável acendeu três propulsores Raptor em um breve teste de “disparo estático” em uma plataforma na instalação Starbase da SpaceX, no sul do Texas, perto da vila de Boca Chica. 

publicidade

Booster Number 3, ou BN3, como este Super Heavy é conhecido, é o mais recente de uma série de protótipos para o programa Starship da SpaceX, que visa desenvolver um sistema de lançamento totalmente reutilizável para viagens à Lua, Marte e além. 

“Disparo com duração total de 3 Raptors no foguete Super Heavy”, escreveu Elon Musk, CEO da SpaceX, na noite de segunda-feira no Twitter. 

Quando questionado sobre as chances de mais testes com o foguete, Musk disse: “Dependendo do progresso com o Booster 4, podemos tentar um disparo de nove motores no Booster 3.”

Nove motores parecem muito, mas essa já é a quantidade que a SpaceX usa no primeiro estágio de cada foguete Falcon 9. O foguete Falcon Heavy, que consiste em três propulsores e um estágio superior, dispara 27 motores juntos durante a decolagem. Já o conjunto Super Heavy mais Starship, por sua vez, deverá usar mais de 30 motores durante o lançamento. 

Super Heavy 3 não voará para o espaço

Projetado para ser um primeiro estágio reutilizável para transportar a enorme Starship para a órbita, o Super Heavy tem 70 metros de altura e, eventualmente, carregará uma nave espacial de 50 m no topo, quando a SpaceX tentar o primeiro voo orbital ainda neste ano. 

Em maio, a SpaceX lançou e pousou com sucesso um veículo Starship em um voo de teste que atingiu uma altitude de 10 km. A empresa disse que pretende lançar o primeiro voo orbital com a Starship até o fim de agosto, enquanto se aguardam os testes com o foguete Super Heavy. 

Leia mais:

Musk afirmou que o foguete Booster 3 provavelmente não voará no espaço, mas será usado para testes de solo. 

Seu sucessor, Booster 4, seria o primeiro a lançar uma Starship. Esse voo de teste lançaria um protótipo da instalação Starbase da SpaceX no Texas para uma zona-alvo perto da ilha de Kauai, no Havaí, enquanto o foguete Super Heavy cai no Golfo do México.

Eventualmente a SpaceX espera recuperar seus veículos Super Heavy e Starship para posterior reutilização, como faz regularmente com seus Falcon 9.

Os foguetes Starship e Super Heavy da SpaceX formam o núcleo dos planos da empresa para suas futuras missões no espaço profundo. A Nasa escolheu a nave da SpaceX para pousar astronautas na Lua como parte do programa Artemis da agência, e a SpaceX já vendeu outro voo da nave ao redor da Lua para o empresário japonês Yusaku Maezawa. 

Musk quer usar veículos Starship para ajudar a enviar astronautas a Marte e disse que a espaçonave pode estar totalmente operacional em 2023, se os testes forem bem sucedidos.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!