Mais uma vez, a SpaceX, uma das empresas do bilionário sul-africano Elon Musk, ganhou um contrato de serviços da Nasa. A companhia espacial foi escolhida pela agência norte-americana para lançar a missão Clipper, para Europa, uma das luas do planeta gigante Júpiter.

A missão será a primeira da Terra a investigar o satélite natural do gigante gasoso. A Europa Clipper será lançada em outubro de 2024 em um foguete Falcon Heavy, direto do Complexo de Lançamento 39A, no Centro Espacial Kennedy, localizado na Flórida.

publicidade

Leia mais:

O valor total do contrato firmado entre Nasa e SpaceX é de, aproximadamente, US$ 178 milhões, cerca de R$ 925 milhões. A missão vai realizar uma pesquisa detalhada de Europa, usando um conjunto sofisticado de instrumentos científicos.

Como votar no Olhar Digital no segundo turno do Prêmio Influency.me

A ideia principal da missão é investigar se a lua de Júpiter oferece condições adequadas para a vida. O local é bastante promissor. O satélite tem uma crosta gelada cobrindo um vasto oceano global, e cientistas acreditam que a camada rochosa logo abaixo pode ser quente o suficiente, com vulcões submarinos.

Fachada de um prédio da empresa SpaceX, de Elon Musk
Esse é mais um contrato da SpaceX com a Nasa. Crédito: Sundry Photography/Shutterstock

Assim, Europa Clipper vai produzir imagens de alta resolução da superfície da lua. Ela vai determinar a composição de Europa e procurar sinais de atividade geológica recente ou em andamento. Com os equipamentos, a sonda ainda vai medir a espessura da camada de gelo, pesquisar lagos subterrâneos e determinar a profundidade e salinidade do oceano.

O lançamento da missão Europa Clipper será gerenciado pelo Programa de Serviços de Lançamento da Nasa, no Centro Espacial Kennedy. O desenvolvimento ficará a cargo do Jet Propulsion Laboratory (JPL), em parceria com o Laboratório de Física Aplicada Johns Hopkins, para o Science Mission Directorate, da Nasa. Já o gerenciamento da missão é do Escritório do Programa de Missões Planetárias, no Centro de Voo Espacial Marshall.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!