O Facebook ficou marcado nos últimos anos por críticas por conta da privacidade na plataforma e acusações de que vende dados pessoais de usuários para empresas de marketing e publicidade. Agora, mais uma vez, a gigante negou o fato e disse que investe em ferramentas para garantir a segurança e o sigilo das informações das contas.

Nesta quarta-feira (8), o diretor de privacidade e políticas da gigante das mídias sociais, Steve Satterfield, disse que a empresa se esforça para acabar com o mito de que vende dados pessoais para anunciantes. “Não vendemos os dados das pessoas. Nunca vendemos”, explicou.

publicidade

Facebook e publicidade

Ainda segundo o gerente, em alguns locais do mundo a plataforma ainda é acusada de vender dados de usuários. A declaração foi feita durante uma coletiva de imprensa sobre uma nova legislação criada na Austrália para direcionar o uso de informações pessoais pelas redes sociais e que ainda segue em discussão.

Leia mais:

Satterfield também disse que há muitas mentiras sendo ditas sobre o Facebook ser contra leis que protegem a privacidade. “Na verdade, é exatamente o oposto. Somos vocacionalmente pró-regulamentação, inclusive em relação à privacidade”, disse explicou.

“É realmente difícil construir serviços globais para acomodar as leis de casos individuais, ou no meu caso, em estados [dos EUA]”, disse Satterfield. “Eu diria que são essas duas coisas: é um investimento de nível executivo e responsabilidade – e eu incluo nosso CEO Mark Zuckerberg – e investimento técnico em privacidade.”, completou ainda.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!