A atriz Hayley Atwell, que interpreta a agente Peggy Carter no Universo Cinematográfico Marvel, viverá uma nova heroína britânica muito famosa nos cinemas e nos games. Ela foi escalada como a voz de Lara Croft na versão em anime de ‘Tomb Raider’, em produção pela Netflix e pela Legendary (mesmo estúdio de ‘Círculo de Fogo: The Black’, ‘Skull Island’ e da vindoura ‘Dune: The Sisterhood’).

Situada após os eventos do bem-sucedido reboot de ‘Tomb Raider’ – formado pela trilogia ‘Tomb Raider’ (2013), ‘Rise of the Tomb Raider’ (2015) e ‘Shadow of the Tomb Raider’ (2018) – a série em estilo anime terá produção executiva e roteiro de Tasha Huo (‘The Witcher: Blood Origin’ e ‘Red Sonja’). Já Hayley Atwell, além de ser maravilhosa em tempo integral, fez a voz de Peggy Carter na animação ‘What If…’, do Disney+, e estará ao lado de Tom Cruise em ‘Missão: Impossível 7’.

publicidade
Hayley Atwell como Peggy Carter em 'Capitão América: O Primeiro Vingador'. Imagem: Marvel Studios/Divulgação
Hayley Atwell como Peggy Carter em ‘Capitão América: O Primeiro Vingador’. Imagem: Marvel Studios/Divulgação

Em 25 anos desde o lançamento, a série ‘Tomb Raider’ vendeu mais de 81 milhões de cópias e ganhou diversos prêmios nos games. Esse sucesso gerou a uma franquia mundial que engloba filmes, quadrinhos e agora uma série de anime. Nos jogos mais recentes, Lara Croft foi interpretada por Camilla Luddington, enquanto no filme de 2018 o papel coube a Alicia Vikander. Ainda nas telonas, Angelina Jolie fez a heroína em ‘Lara Croft: Tomb Raider’ e ‘Lara Croft: Tomb Raider – A Origem da Vida’.

Leia também:

Além de ‘Tomb Raider’, a Netflix está produzindo em parceria com a Legendary Television  um anime de ‘Skull Island’, baseado na franquia de filmes do King Kong. Especificamente, a série vai recontar os eventos do filme mais recentes, onde um grupo de exploradores sobrevive ao naufrágio de sua embarcação e ficam presos na Ilha da Caveira. Aqui, a produção executiva é assinada por Brian Duffield, que escreveu os roteiros de ‘Ameaça Profunda’ e ‘A Babá’.

Via: Deadline