A Sony lançou recentemente o update de firmware v9.0 para o PlayStation 4 (PS4), atualização que não só trouxe melhorias de estabilidade ao sistema, como também quietamente consertou o defeito na bateria CMOS interna do hardware – algo que podia quebrar o console. Por algum motivo desconhecido, a empresa optou por não informar a mudança aos jogadores nas notas de atualização, como de costume. A correção precisou ser descoberta por usuários.

De forma simplificada, a bateria CMOS é um componente do videogame que gera energia para o relógio interno do aparelho – utilizado não somente para horários, mas sim para verificar se as licenças dos games instalados são oficiais. O defeito do PS4 fazia com que a fonte de energia parasse de funcionar, impedindo jogadores de acessarem títulos digitais e físicos, caso não estivessem conectados à internet e à PlayStation Network (PSN).

publicidade

E mais: caso a bateria do CMOS que rege o relógio interno do PS4 acabasse por completo, o console não seria capaz de rodar mais nenhum jogo, seja por disco ou digital.

ps4
Problema grave do PS4 é aparentemente corrigido em nova atualização de sistema. Imagem: D.Kvasnetskyy / Shutterstock.com

O canal no YouTube Modern Vintage Gamer publicou um vídeo constatando a novidade na última quarta-feira (22). Os testes foram feitos com um PS4 antigo que estava com defeito na bateria CMOS, mas que havia atualizado o firmware do console recentemente. Em seguida, mesmo após remover a fonte de energia e desconectar o hardware da internet, ele conseguiu abrir ‘God of War’ e outros games sem problemas.

O usuário do Twitter e youtuber Destruction Games também confirmou que atualização parece ter corrigido o problema. Na rede social, ele afirmou que a bateria do PS4 dele “continua morta” (com a data interna revertendo para 31 de dezembro de 1969), porém agora é capaz de jogar mesmo offline

Aliás, vale ressaltar que além de permitir que o PS4 rode games sem a bateria CMOS, o firmware 9.0 também deixa os jogadores obterem troféus normalmente. As conquistas, no caso, passariam a não mostrar a data em que foram desbloqueadas, pois a conte ainda seria necessária para fazer o relógio do videogame funcionar.

Mesmo com uma bateria CMOS defeituosa, o PlayStation 4 ainda é capaz sincronizar todos os dados do sistema com os servidores da PSN e da PS Store pela internet. Assim, os jogadores não perdem o acesso aos games, troféus ou arquivos salvos na nuvem, por exemplo.

Uma solução em potencial – e extremamente manual – também seria trocar a bateria, mas isso requer desmontar o console para acessar a placa-mãe, prática que requer um pouco de conhecimento e risco por parte do dono do PS4.

Por favor, atualize o seu PlayStation 4 (PS4)!

O problema pode parecer não tão grave à primeira vista, mas acredite: é. Logo, faça um favor e atualize o hardware.

Isso porque, no momento em que Sony decidir desativar a PS Store no PS4 (isso irá acontecer em algum momento), os jogadores vão passar a depender exclusivamente da bateria CMOS para acessarem os jogos. Ou seja, se as fontes de energia porventura acabarem, os consoles ficariam essencialmente inutilizados (pelo menos até outra ser colocada no lugar).

Leia mais:

A PS Store ainda deve continuar funcionando no PS4 por mais alguns anos, todavia a ideia da loja ser desativada algum dia não pode ser descartada. Há alguns meses, por exemplo, a Sony demonstrou interesse em interromper o suporte da plataforma no PS3 e PS Vita, mas voltou atrás na decisão após muitas reclamações dos jogadores.

Fonte: Eurogamer

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!