Um grupo de estudantes do 1º ano do Ensino Médio criaram um aplicativo voltado para combater fake news na área da saúde. A ação dos adolescentes foi motivada pelo aumento da desinformação com a pandemia da Covid-19.

O projeto foi desenvolvido pelos estudantes Juliana Mika Kuramochi Uratsuka, Laís Maria Frizzo Nunes, Vinicius Casagrande Ramalho e Liz Oksman Torres são do Colégio Marista Arquidiocesano, em São Paulo. O professor Henrique Veiga Giannini supervisionou a criação do app.

publicidade

Aplicativo contra fake news na saúde

Além de combater notícias falsas, o InfoSaúde reúne ainda reportagens, informações médicas e calendários de vacinação. Segundo o docente, o foco do app é justamente em filtrar notícias e organizar o conteúdo, já que hoje existe um grande número de informações circulando sobre a pandemia: “entre elas, muitas notícias falsas que geram desinformação para uma população em geral. Com reportagens sobre os assuntos relacionados à Covid-19, além de toda a divulgação do andamento da vacinação, o projeto visa ser um instrumento de utilidade pública para a sociedade ”, completou.

Imagem: Reprodução – Fábrica de aplicativo

A intenção original do grupo não era um aplicativo para combater fake news, mas sim para aproximar médicos e pacientes, com uma espécie de prontuário virtual, com exames e outros dados. No entanto, a pandemia mudou os rumos do projeto.

“Muitas notícias e métodos ineficientes foram divulgados como milagrosos, mesmo indo contra o posicionamento da Ciência. As notícias falsas se espalham com uma velocidade enorme, confundindo a população e prejudicando a imunização de todos”, explicou ainda o professor.

A escola ainda explica que tudo está alinhado às propostas do Ministério da Educação, em sua Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O aplicativo InfoSaúde, que combate fake news, está disponível no portal “Fábrica de aplicativos”.

Leia mais:

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!