A Tesla está alertando os proprietários americanos de cerca de 2.791 veículos da marca para um recall gratuito em virtude de um problema sério de suspensão. Carros elétricos Model 3 produzidos entre 2019 e 2021, além dos Model Y produzidos de 2020 a 2021, estão na lista dos modelos afetados.

A descrição registrada no documento que a Tesla enviou ao National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA, “Administração Nacional do Tráfego de Estradas”), órgão responsável pela administração de vias nos EUA, traz que houve um problema na ligação lateral da suspensão dianteira dos veículos. Com isso, o alinhamento correto das rodas pode ser prejudicado, aumentando o risco de acidentes.

publicidade

“A ligação lateral da suspensão dianteira nos veículos Model 3 e Model Y está anexada para a subestrutura usando dois fechos. Se um fixador não estiver preso conforme especificação, ele pode se afrouxar com o tempo ou se separar da subestrutura, o que pode fazer com que o link lateral se separe“.

Tesla não diz se há vítimas na razão do recall

A Tesla não dá muitos detalhes sobre como esse problema pode ter ocorrido. O motorista em um dos veículos listados poderá perceber a ocorrência por meio de ruídos incomuns vindos dessa parte dianteira do carro enquanto dirige.

De acordo com a montadora, não há informações sobre o problema ter resultado em algum ferimento. A Tesla afirma que esse recall é simplesmente uma maneira proativa de garantir que o problema nunca ocorra, uma vez que a correção seja aplicada.

Os proprietários dos veículos devem agendar uma consulta de serviço por meio do aplicativo da Tesla. Na inspeção, a Tesla irá apertar o fixador corretamente ou substituir o link lateral completamente.

A empresa já começou a enviar e-mails de notificação, enquanto que cartas com o alerta chegarão aos proprietários dos veículos afetados até o final de dezembro. O problema entra no rol de outros recalls realizados pela Tesla ao longo do ano, como em fevereiro e junho.

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal.