[Alerta de spoilers] A nova temporada de ‘Doctor Who’ pode revelar um grande segredo: a nave espacial TARDIS está morrendo. Essa ameaça será contada durante uma única história dividida em seis episódios.

A história começa no episódio ‘O apocalipse Halloween’, com um desfile de novas ameaças e também de monstros clássicos de ‘Doctor Who’. O próprio Fluxo ameaça destruir toda a existência, com uma ordem dos Lupari, Anjos Lamentadores e Sontarans para lutar enquanto isso. O episódio está cheio de perguntas sem resposta e pistas misteriosas, mas há algo ainda mais assustador escondido à vista de todos.

publicidade

O capítulo mostra uma trama recheada com uma TARDIS agonizante no centro. Ao longo do episódio, a nave opera de maneiras inesperadas, mesmo para os padrões dela mesma.

Interior da nave espacial TARDIS, de Doctor Who
Interior da nave espacial TARDIS, de Doctor Who. Imagem: BBC / Divulgação

Todas essas pequenas anormalidades e defeitos parecem ser mais do que apenas uma coincidência. O que parece estar sendo revelado aos espectadores é que não apenas o universo corre perigo, mas a própria TARDIS está morrendo.

Alguns sinais que indicam problemas na saúde da TARDIS são óbvios. O interior da nave está rachando e uma gosma preta de aparência doentia pinga no chão da sala de controle.

Mas o episódio também revela sinais de alerta mais sutis, como um console TARDIS brilhante. Não seria uma visão estranha se a Doutora e Yaz estivessem em batalha. Na verdade, o que ocorreu foi que uma simples viagem à Terra deixou a TARDIS em uma situação tão terrível que intrigou a própria Doutora.

Yaz, Doutora e Dan na nova temporada de Doctor Who
Yaz, a Doutora e Dan na nova temporada de Doctor Who. Imagem: BBC / Divulgação

Mais tarde, quando Dan está a bordo da nave, Yaz explica rapidamente que a TARDIS é uma coisa viva. Lógico, isso poderia ser simplesmente uma explicação para o companheiro, mas também poderia ser um lembrete para o público que a nave está viva e, portanto, pode morrer.

Leia também:

Anteriormente, já houve uma TARDIS agonizante em ‘Doctor Who’. No episódio ‘O Nome do Doutor’ da temporada 7, o Doutor visita seu túmulo em Trenzalore. A TARDIS está lá, gigante e distendida enquanto o interior aparentemente infinito vaza lentamente. O Doutor chama isso de “vazamento de tamanho”, um dos últimos sinais de uma TARDIS que está morrendo.

O primeiro episódio da 13ª temporada não mostra esse mesmo tipo de expansão da TARDIS. Porém, fica a dúvida se essas rachaduras podem ser o início de um mesmo tipo de deterioração física da nave.

Os momentos finais do episódio mostram a Doutora abrindo o console e enviando uma rajada de energia no Fluxo. Aqui, a breve explosão de energia fracassa, deixando o Fluxo quase inteiramente ileso.

Embora isso pudesse ter ocorrido por conta do poder absoluto por trás do Fluxo, o resto do episódio revela uma resposta diferente. Este sopro ineficaz de energia pode, na verdade, ser o último suspiro da TARDIS.

A 13ª temporada da série, chamada de ‘Flux’ estrela Jodie Whittaker como o décimo terceiro Doutor e será a última com Chris Chibnall como roteirista. 

Via: Screenrant.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!