O estudante brasileiro Guilherme Mannarino foi aprovado em 32 universidades dos Estados Unidos por sua habilidade no jogo ‘Fortnite’. O carioca de 17 anos se inscreveu em instituições de ensino superior norte-americanas já de olho nos times do título desenvolvido pela Epic Games. Das faculdades, três ofereceram bolsa integral.

Entre as universidades que ofereceram o incentivo, Guilherme escolheu a Universidade da Flórida Central, em Orlando. Lá, o adolescente vai integrar o time de e-sports. De acordo com o garoto, as instituições que o aceitaram deram liberdade para que escolhesse o curso que estivesse disponível. Ele optou por engenharia da computação.

Leia mais!

Em entrevista ao portal G1, o estudante contou que planejava realizar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), visando vagas na Pontifícia Universidade Católica do Rio (PUC-Rio) ou na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Mas, ao começar a estudar, percebeu que não era bem o que desejava.

publicidade

Assim, Guilherme começou a pesquisar as oportunidades para estudar fora e observou os sites onde poderia encontrar os técnicos de e-sports das faculdades. Ele lembrou ainda que a área é bastante nova e pouco divulgada no Brasil.

Mesmo com o foco no game, Guilherme só começa a treinar no ‘Fortnite’ depois de três horas de estudo. No jogo, são cinco horas diárias de treinamentos. O adolescente ressaltou a necessidade de estudar como foco principal mesmo no mundo dos e-sports.

Guilherme-Mannarino-Fortnite
Guilherme Mannarino treina cinco horas por dia no ‘Fortnite’. Imagem: Arquivo pessoal

Além de treinar dentro do ‘Fortnite’, o garoto carioca também faz exercícios físicos e treina reflexos. Guilherme Mannarino ainda acrescenta uma alimentação saudável e cuidado com a saúde mental para realizar bem as atividades.

Depois de treinar no jogo ‘Fortnite’, o estudante ainda procura analisar as partidas, para observar o que errou e corrigir. Ao finalizar esta etapa do dia, claro, Guilherme estuda inglês para conseguir a boas notas de aprovação nas universidades norte-americanas em que foi aprovado pelo desempenho no game.

Via: G1

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal.