Nesta terça-feira (16), a conta da missão Perseverance no Twitter divulgou as mais recentes descobertas do rover em Marte. Dessa vez, a amostra coletada pelo robô é uma rocha esverdeada, que contém o mineral olivina.

Terceira amostra coletada com sucesso pelo rover Perseverance é uma rocha esverdeada. Imagem: NASA – JPL-Caltech

“Outro pequeno pedaço de Marte para carregar comigo”, diz o tweet. “Minha amostra mais recente é de uma rocha carregada com o mineral esverdeado olivina, e há várias idéias entre minha equipe de cientistas sobre como ela foi parar lá. As hipóteses estão voando! Ciência é demais!”.

publicidade

Leia mais:

Cientistas do Perseverance estudam origem da amostra encontrada em Marte 

Na Terra, minerais como basalto e olivina são comumente encontrados em pedaços solidificados de lava conhecidos como rochas ígneas.

Segundo a Nasa, os cientistas da missão Perseverance estão tentando encontrar uma correlação entre olivina e carbonatos, minerais especiais que são normalmente formados quando o dióxido de carbono interage com a água líquida.

Recentemente, a cratera Jezero, região onde o Perseverance pousou em fevereiro deste ano, foi confirmada como um antigo leito de lago seco – e apresenta uma grande quantidade de depósitos de carbonato, tornando-a um local ideal para investigar a possível antiga habitabilidade de Marte.

Agora, eles querem entender como a cratera Jezero se tornou berço de depósitos de olivina. Uma teoria sugere que isso pode ser resultado de resíduos de cinza explosiva – ou a prova de que a cratera de Jezero é de fato uma bacia de lago seca.

Depois de enfrentar problemas para coletar sua primeira amostra em agosto, o Perseverance conseguiu coletar duas nas tentativas seguintes. Com a rocha olivina, já são três amostras obtidas pelo rover – mais um passo para descobrir os muitos segredos sobre a agitada história de Marte.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!