Um tratamento que trabalha com captação de energia natural para enfrentar o câncer foi desenvolvido pelo cientista Estevam Kovacsik, na década de 1940, e é tema do primeiro documentário produzido por Marina Liberato, filha do apresentador Gugu Liberato, falecido há dois anos vítima de um acidente doméstico.

Marina Liberato entrevista presidente da Associação Estevam e Maria Kovacsik (AEMK) e paciente do método natural de tratamento do câncer. Imagem: Instagram Marina Liberato

“Eu quero poder espalhar positividade para o mundo”, disse Marina em entrevista ao site Terra. “E espalhar essa informação que existe uma alternativa no tratamento do câncer, que é uma terapia natural, gratuita e eficaz, me deixa muito feliz”.

publicidade

O documentário da jovem de 17 anos, que vive nos EUA e pretende seguir a carreira do pai, mostra ao público pacientes que adotaram essa prática, conhecida como método Kovacsik, que continua sendo aplicada nos dias de hoje por meio da Associação Estevam e Maria Kovacsik (AEMK). A entidade, com sede em São Paulo, foi fundada em 2008 por membros da família Kovacsik, com o intuito de levar adiante o legado científico de Estevam.

Leia mais:

Documentário sobre método alternativo de tratamento contra o câncer está no YouTube e no Instagram

“Para nós, Estavam representa a ciência e [sua esposa] Maria representa o amor. Acreditamos fielmente que ciência sem amor não pode trazer bem real a humanidade. Nossa principal meta é, como da vontade de Estevam, doar o Método Kovacsik a humanidade inteira de uma forma clara e democrática”, diz o site de apresentação da associação.

“A medicina avançou muito dentro da oncologia nas últimas décadas, mas ainda há muitas pessoas que não conseguem ter os resultados que desejam, e assim muitos buscam outras possibilidades para cuidar de sua saúde”, ressalta Daniel Kovacsik, presidente da entidade e bisneto do descobridor do método, em declaração ao documentário de Marina.

Disponível no YouTube e no Instagram da jovem, o documentário tem 18 minutos e explica como funciona o método Kovacsik, que sugere o uso de um isolante, peça metálica que interrompe (neutraliza) o contato do paciente com a vibração nociva oriunda de águas contaminadas com fezes, que, para Kovacsik, seria a única origem da doença, permitindo assim, a recuperação efetiva da saúde.

Importante: O tratamento indicado pelos médicos e os métodos científicos de terapia nunca devem ser descartados por nenhum paciente oncológico ou de qualquer enfermidade.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal.