Novos testes de desempenho revelam o poder do Snapdragon 8 Gen 1 em relação aos seus concorrentes. O novo chipset da Qualcomm tem desempenho gráfico superior ao iPhone 13, mas ainda está atrás da Apple quando ao assunto é potência de CPU.

De acordo com o portal PC Mag, testes de benchmark realizados em um dispositivo de referência da Qualcomm no Snapdragon Summit – evento que aconteceu na última semana, no Havaí, e contou com a participação do Olhar Digital -, mostram que a CPU do Snapdragon 8 Gen 1 é 20% mais rápida que o Snapdragon 888. Já a sua GPU tem 30% mais desempenho que os antecessores.

publicidade

Apesar do avanço, quando comparado a modelos como o iPhone 12 e 13, a CPU do Snapdragon 8 Gen 1 ainda fica atrás dos concorrentes. O processador atingiu 1235 pontos em single-core e 3837 em multi-core, ainda atrás dos 1735 pontos single-core e 4647 pontos multi-core do iPhone 13 Pro Max.

Snapdragon 8 Gen 1 tem desempenho inferior ao iPhone 13 Pro Max em CPU. Imagem: PC Mag/Reprodução
Snapdragon 8 Gen 1 tem desempenho inferior ao iPhone 13 Pro Max em CPU. Imagem: PC Mag/Reprodução

De acordo com a Qualcomm, o aparelho de referência apresentado no Snapdragon Summit tem uma tela de 1080p, 144 Hz, 8 GB de RAM LPDDR5 e 512 GB de armazenamento UFS 3.1. Ele executou o 8 Gen 1, que tem um núcleo principal Cortex-X2 de 3GHz; três núcleos Cortex-A710 de 2,5 GHz; e quatro núcleos Cortex-A510 de 1,8 GHz, junto com 6 MB de cache L3.

Desempenho do Snapdragon deve melhorar com o tempo

Segundo a Qualcomm, a empresa tem noção que o desempenho energético dos seus processadores está atrasado, mas espera que a aquisição recente da empresa Nuvia, formada por antigos engenheiros da Apple, contribua para melhorias dos seus aparelhos em breve.

Leia mais:

Qualcomm lidera em GPU

Apesar da derrota na CPU, o Snapdragon 8 Gen 1 demonstrou ser o principal chipset do mercado quando o assunto é processamento gráfico. Em testes realizados na GFXBench, uma plataforma de benchmark dedicada às GPUs, ao utilizar API Vulkan, a GPU Adreno do Snapdragon 8 Gen 1 teve pontuação de 69 pontos, superior aos 54 obtidos pela GPU do A15 Bionic que integra o iPhone 13 Pro Max.

Snapdragon 8 Gen 1 bateu iPhone 13 Pro Max em desempenho gráfico. Imagem: PC Mag/Reprodução
Snapdragon 8 Gen 1 bateu iPhone 13 Pro Max em desempenho gráfico. Imagem: PC Mag/Reprodução

Quando o assunto é GPU, a grande ameaça ao posto de número 1 do mercado, no entanto, não será a Apple, mas a Samsung. A fabricante coreana planeja lançar o seu chipset Exynos 2200 no primeiro trimestre, juntamente com os novos Galaxy S22.

O chipset da Samsung contará com GPU desenvolvida em parceria com a AMD e deve incluir a mesma tecnologia vista nas GPUs Radeon dos PCs e de consoles como o PS5 e o Xbox Series X, incluindo recursos como Ray Trancing aos smartphones.

Assim, o páreo de melhores aparelhos de 2022 ainda está indefinido, principalmente se consideramos que o dispositivo de testes apresentado pela Qualcomm não estava otimizado e que fabricantes como a Samsung e a Xiaomi podem desenvolver um ecossistema a partir do chipset que aprimore ainda mais o seu desempenho, utilizando novos recursos de Inteligência Artificial da Qualcomm.

Snapdragon 8 Gen 1 (Imagem: André Fogaça/Olhar Digital)
Snapdragon 8 Gen 1 (Imagem: André Fogaça/Olhar Digital)

Snapdragon 8 Gen 1

O Snapdragon 8 Gen 1 foi apresentado pela Qualcomm na última semana e é o primeiro chipset da empresa a apostar em uma nova nomenclatura. Ele promete ser consideravelmente superior ao antecessor para games, inteligência artificial e oferece 5G com até até 10 Gbps.

Além das melhorias em CPU e processamento gráfico, a Qualcomm promete um salto ainda maior na inteligência artificial do componente. De acordo com a empresa, o Snapdragon 8 Gen 1 recebeu um avanço de quatro vezes em velocidade de resposta, quando comparado ao chip anterior. Essa área, que tem espaço dedicado dentro do novo chip, tem acelerador Tensor duas vezes mais veloz e memória compartilhada com o dobro do tamanho.

Além disso, para fotos, o Snapdragon 8 Gen 1 garante até 120 imagens capturadas em um segundo, todas com resolução de 12 megapixels. Os vídeos podem ser gravados em 8K com HDR 10+ e cada arquivo, enquanto é feito, permite uma foto de 64 megapixels. O silício consegue até mesmo registrar qualquer coisa (vídeo ou foto) em três câmeras ao mesmo tempo.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!