A agência espacial norte-americana (Nasa) anunciou nesta quarta-feira (12) que iniciou o processo de alinhamento dos espelhos do telescópio espacial James Webb. Com isso, o que hoje é um conjunto de elementos individuais será transformado em um imenso, e extremamente preciso, telescópio.

Os engenheiros primeiro acionaram os atuadores — 126 dispositivos que moverão e moldarão os segmentos do espelho primário e seis dispositivos que posicionarão o espelho secundário — para verificar se todos estão funcionando conforme o esperado após o lançamento.

publicidade
O espelho primário do Telescópio Espacial James Webb é composto por 18 segmentos hexagonais feitos de berílio e revestidos por uma fina camada de ouro. Imagem: Nasa / Goddard Space Flight Center

A equipe também comandou atuadores que guiam o espelho direcional fino do Webb para fazer pequenos movimentos, confirmando que estão funcionando conforme o esperado. Este espelho é fundamental para o processo de estabilização de imagem.

O próximo passo é instruir os segmentos dos espelhos primário e secundário a se moverem de sua configuração de lançamento, fora dos amortecedores que os protegiam contra vibrações. Esses movimentos levarão pelo menos dez dias, após os quais os engenheiros poderão iniciar o processo de três meses de alinhamento dos segmentos para que funcionam como um único espelho.

Leia mais:

O processo de comissionamento (montagem, calibração e testes) do JWST levará mais cinco meses e meio, e as primeiras observações científicas só serão iniciadas em junho. O telescópio está atualmente a caminho de seu novo “lar” no espaço, o Ponto de Lagrange L2 entre a Terra e o Sol. Ele já percorreu 1.219.580 km, ou 84% da distância até lá.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!