O Brasil recebeu o primeiro lote da vacina da Pfizer para crianças de 5 a 11 anos nesta quinta-feira (11). A remessa de 1,2 milhão de doses desembarcou em Campinas, no estado de São Paulo. São esperadas no total 4,3 milhões de unidades do imunizante apenas neste mês.

Apesar da aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o Ministério da Saúde demorou para autorizar a vacinação do grupo. O órgão chegou a realizar uma consulta pública sobre o tema antes de liberar o uso sem a necessidade de receita médica, como chegou a ser sugerido pelo governo federal.

publicidade

As doses que chegaram ao Brasil vão ser distribuídas para os estados que ficam responsáveis por organizar o esquema de vacinação. As doses para crianças são menores do que as de adultos, o que torna necessária a compra de novas remessas da vacina. 

Leia mais:

Vacina para crianças

A aquisição faz parte do acordo firmado entre o governo federal e a Pfizer para o envio de 100 milhões de doses da vacina em 2022. O contrato ainda prevê uma ampliação para mais 50 milhões de doses adicionais caso seja necessário.

Vacina da Pfizer eficaz contra a variante Delta, assim como a AstraZeneca

Apesar da bula do imunizante informar que o intervalo entre doses deve ser de 21 dias, a primeira e a segunda dose serão aplicadas nas crianças com um intervalo de oito semanas. Estima-se que, no total Brasil receba mais de 20 milhões de doses pediátricas da vacina da Pfizer, que é a única aprovada para o público infantil aqui no Brasil.

O número, porém, não é suficiente para imunizar todas as crianças nesta faixa etária com as duas doses, já que de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), o Brasil tem cerca de 20,5 milhões de crianças com 5 a 11 anos.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!