Os advogados do ator Alec Baldwin solicitaram o arquivamento de um processo acerca do disparo acidental que aconteceu nas filmagens do filme “Rust”, em outubro de 2021.

O argumento usado pelos advogados para o arquivamento é que o tiro foi um acidente no local de trabalho. Essa é a primeira vez que os advogados de Baldwin apresentaram um argumento legal sobre os motivos que o ator não seria responsável pelo incidente que matou a diretora de fotografia Halyna Hutchins e feriu o diretor Joel Souza.

publicidade

Essa pedido vem em resposta à ação apresentada em 17 de novembro por Mamie Mitchell, supervisora de roteiro de “Rust”, contra Baldwin e outros produtores e membros da equipe. Ela estava a poucos metros do ator quando ocorreu o disparo e foi a primeira a ligar para a emergência. Mitchell alega sofrer de dores, zumbidos nos ouvidos e ferimentos emocionais decorrentes do incidente.

O pedido de arquivamento argumenta que qualquer recompensa pelo ocorrido deve ser feita pelo sistema de compensação de trabalhadores do Novo México, que cobre acidentes no local de trabalho. O objeção afirma que “a autora alega fatos sugestivos de negligência (ou seja, uma reclamação exclusivamente sujeita ao sistema de compensação de trabalhadores do Novo México), não de agressão”.

Nas entrevistas com investigadores e para a ABC News, Alec Baldwin disse que falaram para ele que a arma que ele segurava era uma “arma fria”, ou seja, uma arma carregada com munição falsa, quando na verdade a arma continha munição de verdade.

Os investigadores estão buscando descobrir como uma bala de verdade foi parar num set de filmagens. Até o momento, nenhuma acusação criminal foi apresentada, enquanto o incidente continua a ser investigado pelo gabinete do xerife do condado de Santa Fé, no estado do Novo México.

Leia mais!

A ação de Mamie Mitchell argumenta que Baldwin deveria ter verificado a arma e ainda acusa os produtores de cortar custos, levando a condições inseguras. Na objeção, os advogados de Baldwin afirmam que Mitchell não pode apontar nenhum ato intencional que levou ao disparo.

“Nada sobre as alegações da Autora sugerem que qualquer um dos Réus, incluindo o Sr. Baldwin, pretendia que a Arma Falsa fosse carregada com munição real”, escreveram os advogados de Baldwin. “Além disso, nada sobre as alegações da Autora sugere que qualquer um dos Réus sabia que a Arma Falsa continha munição real.”

Além disso, eles ainda alegam que Mitchell não sofreu “nenhum ferimento físico aparente” e a acusam de ter “corrido para o tribunal na Califórnia” sugerindo que isso seria “aparentemente para colocar seu pedido à frente de quaisquer pedidos em potencial feitos pelos dois indivíduos que foram atingidos pela bala.”

A parte de Halyna Hutchins ainda não entrou com um processo, mas o marido dela já teria contratado um advogado. Joel Souza também não entrou com nenhuma ação judicial.

O eletricista chefe da produção, Serge Svetnoy, também entrou com um processo alegando negligência em novembro de 2021, mas os produtores do filme ainda não responderam a essa acusação.

A produção de “Rust” foi interrompida e segue parada desde o incidente de 21 de Outubro de 2021.

Já assistiu aos novos vídeos noYouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!