Uma nova imagem capturada pelo Telescópio Espacial Hubble mostra uma visão impressionante de uma galáxia com um buraco negro supermassivo ativo obscurecido por tentáculos de poeira escura.

Conhecida como NGC 7172, a galáxia espiral está localizada a cerca de 110 milhões de anos-luz da Terra, na constelação Peixe Austral. A cena combina dois conjuntos de imagens feitas pela Câmera Avançada para Pesquisas e pela Câmera de Campo Largo 3.

Uma galáxia espiral conhecida como NGC 7172 foi vista pelo Telescópio Espacial Hubble repleta de poeira ao redor de seu buraco negro supermassivo. Imagem: ESA/Hubble/NASA/D. J. Rosario/A. Barth; Reconhecimento: L. Shatz

A foto destaca tentáculos de poeira escura incorporados no coração da galáxia, obscurecendo a região central brilhante do buraco negro supermassivo ali existente.

Leia mais:

publicidade

Quando vistos de lado, os tendrilhos empoeirados fazem NGC 7172 parecer uma galáxia espiral normal. No entanto, ela tem um núcleo galáctico incrivelmente brilhante e ativo, de acordo com a NASA. “Quando os astrônomos inspecionaram o NGC 7172 através do espectro eletromagnético, eles rapidamente descobriram que havia mais do que parece. NGC 7172 é uma galáxia Seyfert – um tipo de galáxia com um núcleo galáctico ativo intensamente luminoso alimentado por matéria que se acumula em um buraco negro supermassivo”.

À medida que a poeira e o gás caem no buraco negro supermassivo central da galáxia, ele emite raios brilhantes de luz. Na verdade, uma galáxia com um núcleo galáctico ativo é capaz de produzir mais radiação do que todas as demais.

As recentes observações do Hubble, que observa o universo desde 1990, foram coletadas como parte de um estudo de núcleos galácticos ativos próximos. 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!