A novata Picasso Automotive está apresentando seu primeiro modelo de produção, oficialmente denominado 660 LMS (conforme explica a montadora suíça, “LM” indica a carroceria inspirada nos protótipos icônicos de Le Mans e “S” é para uso nas ruas). Sua estreia ocorreu esta semana em um evento privado da exposição Top Marques Monaco deste ano.

Estamos falando de um carro de desempenho projetado em medidas de 4.366 mm de comprimento, 1.967 mm de largura e 1.250 mm de altura nas instalações da Picasso, localizadas na comuna suíça de San Vittore. Dentre seus principais destaques está o uso de uma plataforma muito leve feita de uma mistura de fibra de carbono e alumínio, resultando em um modelo pesando apenas 980 kg.

660 LMS de lado
Imagem: Divulgação/Picasso Automotive

Sua carroceria é montada e unida peça por peça, sendo desprovida de suportes metálicos, enquanto o interior do veículo monocoque é inspirado em carros de corrida. Por exemplo, nos cintos de segurança de seis pontos, no seletor giratório para o sistema ABS ajustável e nos modos de controle de tração – além do volante de fibra de carbono sob medida.

Leve e potente supercarro da Picasso

Detalhe da estrutura do veículo da Picasso
Imagem: Divulgação/Picasso Automotive

O 660 LMS da Picasso traz sob o capô um motor V6 de alumínio, biturbo de 3,0 litros e cárter seco, que chega a 8.000 rpm, capaz de oferecer 660 cv e 720 Nm de torque – fornecido pela Autotecnica Motori, uma empresa italiana que desenvolve e produz motores de competição. A potência chega às rodas traseiras através de uma caixa sequencial de seis velocidades, e seu desempenho resulta em uma velocidade máxima de 315 km/h.

publicidade

Em termos de design, o supercarro da Picasso possui um pacote aerodinâmico baseado em um grande divisor dianteiro, asa traseira operada manualmente, piso plano e difusor maciço. Suas rodas dianteiras são de 19 polegadas, enquanto suas rodas traseiras medem 20 polegadas, todas acompanhadas de pneus Pirelli P Zero Trofeo R. Pinças de seis pistões Brembo (na dianteira) e pinças de quatro pistões (na traseira) fornecem o poder de frenagem.

Detalhe da roda do supercarro da Picasso
Imagem: Divulgação/Picasso Automotive

Duas câmeras de alta resolução são colocadas em uma caixa de fibra de carbono dedicada nos arcos das rodas dianteiras e enviam suas capturas em tempo real para duas telas TFT coloridas de 7” nas laterais do painel interno. Por sua vez, um sensor virtual atua como um sistema preditivo capaz de reconhecer a presença de situações perigosas em estradas molhadas e condições de aquaplanagem.

Parte traseira do 660 LMS
Imagem: Divulgação/Picasso Automotive

Apenas 21 unidades do 660 LMS estão sendo planejadas pela Picasso, cada uma com um preço inicial de € 820.000, algo um pouco acima dos R$ 4,3 milhões hoje, 10 (isso desconsiderando diferenças de impostos ou taxas). Os livros de pedidos já estão abertos com produção e entregas planejadas para o segundo semestre de 2023.

Leia também:

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!