Conforme noticiado pelo Olhar Digital, a Europa está aquecendo mais rápido que o resto do mundo e vem enfrentando ondas de calor cada vez mais fortes. O ano de 2022 já é um dos mais quentes do continente, preocupando meteorologistas e autoridades ao provocar, por exemplo, secas intensas em algumas localidades, como o Reino Unido.

Imagens captadas por drones em agosto de 2022 mostram as condições de seca no vale de Stocks Reservoir Hodder, na Floresta de Bowland, em Lancashire, Inglaterra. Imagem: Julian Hodgson – Shutterstock

O chefe da Agência Ambiental da nação insular formada pela Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte, James Bevan, declarou que, em breve, os britânicos podem recorrer ao consumo de água de esgoto reciclada, em um esforço para combater o agravamento das circunstâncias ambientais da região. 

“Parte da solução será reprocessar a água que resulta do tratamento de esgoto e transformá-la de volta em água potável – perfeitamente segura e saudável, mas algo que muitas pessoas não gostam”, disse Bevan em um artigo de sua autoria publicado no jornal Sunday Times

O agente abordou suas preocupações sobre as práticas das companhias de esgoto, que são conhecidas por despejar a sujeira no oceano. Uma investigação recente descobriu que cerca de 870 tubos no Reino Unido descartam ilegalmente esgoto bruto em vias navegáveis.

publicidade

Leia mais:

No entanto, mesmo as práticas corretas de descarte do esgoto representam uma ameaça ao meio ambiente. “Resíduos tratados podem gerar efeitos colaterais ecológicos terríveis”, escreveu Bevan, que acredita que as pessoas precisam mudar a forma como pensam sobre a água. “Precisamos tratar a água como um recurso precioso, não um bem gratuito”. 

Ele pediu ao governo para “mostrar vontade política” de fazer mudanças e também solicitou à comunidade que faça sua parte para ajudar a reduzir o desperdício de água. “Teremos que ser mais seletivos sobre o uso que fazemos da água potável. Não faz sentido usá-la para limpar o carro ou regar o gramado”.

Bevan sabe que suas sugestões de economia de água provavelmente não serão bem-vindas. “Cada um de nós pode ser parte da solução, a partir de agora”, acrescentou. “Pequenas coisas fazem uma grande diferença. ‘Use a água sabiamente’ não é um slogan. É um guia de como sobreviver. Vamos segui-lo”, acrescentou.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!