Desde junho deste ano, a GM oferece o Cruise, um serviço de caronas autônomas que cobre a cidade de São Francisco, na Califórnia. Segundo a montadora, seus carros sem motorista já percorreram “mais de meio milhão de milhas”.

Ainda assim, como se trata de uma tecnologia em constante evolução, o sistema não está livre de apresentar falhas no meio do caminho. O vídeo abaixo compartilhado no Twitter mostra o que acontece quando não há um humano por perto para assumir o volante.

Veja também:

Um Chevy Bolt ficou preso e aparentemente “confuso” em um cruzamento. O carro não conseguiu seguir adiante mesmo com o semáforo verde, acendendo sozinho as suas luzes de alerta.

publicidade
“Destaque do meu fim de semana – assistir a um carro autônomo com defeito preso em um sinal verde”, diz a postagem.

Segundo o usuário que registrou o clipe, o Bolt autônomo ficou parado por vários ciclos do semáforo, enquanto outros carros aparecem buzinando e desviando do veículo.

Um fato curioso é que outro carro autônomo, um Jaguar I-Pace operado pela Waymo, a empresa de desenvolvimento de tecnologia para carros autônomos da Alphabet, também aparece logo atrás do Bolt, também aguardando a sua vez de passar. 

Imagem: Twitter/Reprodução

Ao contrário da GM, que faz viagens sem motorista, a Waymo ainda prefere manter um para assumir o volante quando as coisas não saem como planejado, logo, o Jaguar não ficou muito tempo preso no engarrafamento.

Apenas 13 minutos depois, um técnico da GM chegou ao local para remover o carro, liberando o fluxo da rodovia. A boa notícia é que além da frustração de alguns motoristas, ninguém ficou ferido.

Problema recorrente?

Esta não é a primeira vez que os táxis autônomos da GM geram problemas nas ruas de São Francisco. Em julho de 2022, apenas um mês após o lançamento do Cruise, vários Bolts resolveram se juntar, bloqueando outra estrada da cidade, informa o Insideevs. Outro veículo também foi parado pela polícia por dirigir sozinho com o farol apagado a noite. A GM foi obrigada a entrar em contato com as autoridades para resolver o caso inusitado.

No fim, isso só reforça que ainda há alguns obstáculos que devem ser superados pelas empresas até os carros autônomos conseguirem enfim oferecer serviços em larga escala.

Imagem principal: Twitter/Reprodução

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!