Pesquisadores anunciaram nesta segunda-feira (23) que um iceberg maior que a cidade de São Paulo se desprendeu de uma plataforma de gelo na Antártica. É a segunda vez em menos de dois anos que um pedaço de gelo tão grande assim se desprende do continente

Mesmo com o aquecimento global que está causando o derretimento das geleiras no Ártico e em parte da Antártica, o desprendimento do iceberg foi causado naturalmente. Segundo pesquisadores da British Antarctic Survey (BAS), o que aconteceu é um processo natural chamado parto.

O iceberg possui 1550 quilômetros quadrados de área e possui 150 metros de espessura. O gelo se desprendeu da plataforma de Brunt e aconteceu 10 anos depois de rachaduras terem sido percebidas pela primeira vez na plataforma.

Imagem mostra que rachadura [Chasm 1] deu origem a um iceberg maior que São Paulo (Credito: British Antarctic Survey)

O outro iceberg que se desprendeu da Antártida possuía cerca de 1270 quilômetros quadrados.

publicidade

Este evento de parto era esperado e faz parte do comportamento natural da plataforma de gelo Brunt. Não está ligado à mudança climática.

Dominic Hodgson, glaciologista da BAS, em resposta Phys

Leia mais:

Estação de pesquisa

Próximo ao iceberg que se desprende existe a Estação de Pesquisa Halley VI da Grã-Bretanha que não foi afetada pela separação. Ela já havia sido transferida de local entre 2016 e 2017, pois uma rachadura a ameaçava.

A estação monitora constantemente o iceberg, com seus 21 pesquisadores atualmente no local.

Nossas equipes científicas e operacionais continuam monitorando a plataforma de gelo em tempo real para garantir que ela seja segura e para manter a entrega da ciência que realizamos em Halley

Dominic Hodgson

Desde o realocamento da estação, as equipes de pesquisa são enviadas para a Antarctica apenas no verão antártico, entre novembro e março. No inverno, as pesquisas são monitoradas remotamente.

No inverno antártico é noite 24 horas por dia e as temperaturas geralmente são abaixo de -50° Celsius. Os experimentos científicos são mantida com fontes de alimentação e instalações 

Os pesquisadores que se encontram atualmente na estação de pesquisa deverão ser coletados do local por aeronaves, por volta do dia 6 de fevereiro.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!