O mercado de bicicletas elétricas está em alta. Não faltam opções de modelos para todos os gostos (e orçamentos), especialmente no exterior. No Brasil, o segmento também cresceu 9,64% em vendas no ano passado frente a 2021, segundo um levantamento da Associação Brasileira do Setor de Bicicletas (Aliança Bike).

Com o salto na procura, separamos abaixo os modelos mais em conta do mercado brasileiro atualmente.

Vídeo relacionado

Leia mais:

Bicicletas elétricas de até R$ 5 mil

Atrio Miami Retrô

O modelo com design retrô e quadro rebaixado sai atualmente com desconto por cerca de R$ 4.900 à vista. Seu motor é de 350 W e a autonomia é a maior da lista, 90 km por carga. 

publicidade

A bike vem ainda com câmbio Shimano de 6 velocidades, iluminação frontal, pedal assistido e bateria removível de 7,8 Ah com chave de segurança.

  • Freios: Vbreak.
  • Iluminação de LED.
  • Display multifuncional no guidão.
  • Assistente de subida.
  • Peso: 18 kg.
Atrio Miami Retrô
Imagem: Divulgação/Atrio

Machine Motors Lazer Retrô Lithium

A linha retrô da Machine Motors também um modelo para quem gosta de um visual mais tradicional. Atualmente, o veículo é entrado no site da fabricante abaixo dos R$ 4.500 à vista.

publicidade

A lista de especificações inclui cesto frontal, motor de 350 W e bateria Samsung de 36 V e 10 Ah.

  • Velocidade máxima: 25 km/h.
  • Acelerador ao lado da manopla.
  • Autonomia: até 30 km (sem o uso dos pedais; no modo Eco o alcance sobe para até 60 km).
  • Display com Indicador de Bateria.
  • Carregador Bivolt.
  • Quadro em Aço Carbono.
  • Pneus de 26″ da Pirelli.
  • Freios V-Brake.
  • Regulagem de altura com Blocagem;
  • Para ciclistas a partir de 1,65 m até 1,80 m
  • Carga máxima suportada: 120 kg.
Machine Motors Lazer Retrô Lithium
Imagem: Divulgação/Machine Motors

Goldentec GT MOB

A GT MOB além de elétrica é a única dobrável nessa faixa de preço. O modelo pesa 16 kg e costuma sair por R$ 4.500. Sua autonomia também é de até 30 km, segundo a fabricante.

publicidade

A bateria é de 6.000 mAh e o motor gera 350 W de potência. 

  • Velocidade máxima: 25Km/h.
  • Carregador Bivolt.
  • Recarga completa entre três a quatro horas na tomada.
  • Farol de LED.
  • Luz de Freio.
  • Freios a Disco.
  • Display com indicação de carga.
  • Carga máxima suportada: até 120Kg.
E-bike dobrável Goldentec GT MOB
Imagem: Divulgação/Goldentec

Confort Duos

A Confort Duos é uma opção para quem quer gastar menos. O modelo sai na faixa dos R$ 4.300 à vista e inclui a maior potência da lista (800 W) e bateria de 48V de 15 Ah.

  • Velocidade máxima: 32 km/h.
  • Autonomia: 25 km a 30 km — depende do peso do condutor, condição do percurso, velocidade, etc. 
  • Altura Indicada (Min-Máx): 1,60 m a 2,10 m.
  • Quadro de Aço Rígido.
  • Suspensão dianteira.
  • Rodas Aro 26 de alumínio.
  • Freios: traseiro a tambor e dianteiro V-Brake.
  • Capacidade máxima: 90 kg.
Bicicleta elétrica Confort Duos
Imagem: Divulgação/Confort

Segundo a fabricante, o consumo de eletricidade “é de apenas 2 centavos por quilômetro rodado”. A bike carrega em qualquer tomada convencional e possui também buzina, alarme, farol de LED e velocímetro a bordo.

Biobike Urbana

Quem puder gastar um pouco mais, pode optar pela Biobike Urbana. A e-bike sair por R$ 5.354,99 à vista comprando no site da fabricante.

O modelo é bem versátil, traz cesto na frente e assento extra com encosto para levar mais uma pessoa na garupa. Já o motor gera 350W de potência.

  • Velocidade máxima: 25 km/h
  • Autonomia: até 35 km c/bateria de chumbo e até 60 km c/bateria de lítio.
  • Carga máxima: 120 kg.
  • Peso: 42 kg com bateria de chumbo e 35 kg com bateria de lítio.
  • Freios: Tambor
  • Amortecedor dianteiro e central
  • Carregador Bivolt. 
Biobike Urbana
Imagem: Divulgação/Biobike

A lista de acessórios inclui ainda: buzina, pedal assistido pelo motor c/ limitador de velocidade, farol de LED, Indicador de nível de carga da bateria, lanterna traseira em led.

Quanto custa uma bike elétrica no Brasil?

Como visto acima, o preço varia conforme os recursos, potência, acabamento, entre outros. Em média, o consumidor gastará cerca de R$ 5 mil ou mais para ter um modelo intermediário e um pouco menos se preferir modelos mais básicos. 

Precisa de licenciamento para ter uma?

Não. No Brasil não precisa de licença especial para guiar uma bike elétrica, basta respeitar algumas regras. Saiba mais aqui.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!