O Brasil enfrenta uma forte onde de calor que atingiu seu auge no último final de semana. O fenômeno continua afetando estados nas regiões Sudeste e Centro-Oeste nos próximos dias, mas felizmente está perto do fim.

Até quando vai a onde de calor?

Segundo projeções do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), a onde de calor que atinge grande parte do território brasileiro começa a perder força no fim da tarde desta terça-feira, 26 de setembro.

Nesta segunda, Palmas (TO) ainda terá 40ºC e Cuiabá (MT) pode marcar 43ºC. Já Campo Grande (MS) e Goiânia (GO) podem bater 39ºC.

Leia mais:

publicidade

Novo ciclone no Sul

Enquanto isso, no Sul as temperaturas começam a cair hoje por conta da formação de um novo ciclone que atingirá a costa até terça (26) com forte ventania e tempestades.

Fim do calorão 

O tempo muda de vez na quinta-feira (28) especialmente em São Paulo e no Rio de Janeiro. As temperaturas não devem passar da casa dos 20ºC e 25ºC, respectivamente, nas capitais. Uma boa notícia para os paulistas e cariocas.

Recordes de temperatura

No domingo (24), quatro capitais bateram recordes de temperatura em 2023: 

  • Rio de Janeiro (39,9ºC);
  • Belo Horizonte (37,1ºC);
  • São Paulo (36,5ºC) — a temperatura mais alta registrada em setembro desde 1943;
  • Curitiba (33,1º).
  • Cuiabá foi a capital mais quente do dia (40,6ºC).
  • Outras oito tiveram temperaturas acima de 37ºC. 

Agosto de 2023 foi o mais quente da história

Falando em recorde de calor, o mês de agosto deste ano foi o mais quente já registrado, segundo a Agência Americana Oceânica e Atmosférica (NOAA). Especialistas alertam que há 95% de chance de 2023 estar entre os dois anos mais quentes já vistos.

  • O mundo teve uma temperatura média 1,25°C acima da média do século XX;
  • Esse foi o agosto mais quente no registro climático global de 174 anos;
  • Pelo quinto mês consecutivo, a temperatura global da superfície do mar atingiu um recorde máximo para o mês;
  • Os últimos períodos de 10 de junho a agosto são os 10 períodos mais quentes já registrados.

Saiba mais no artigo completo.