No início de outubro deste ano, o governo lançou a nova etapa do programa Desenrola Brasil e traz a parte mais importante do programa. A expectativa é que R$ 126 bilhões sejam disponibilizados em descontos para cerca de 32 milhões de brasileiros, segundo informações do Ministério da Fazenda.

A possibilidade é condicionada aos cidadãos que recebem até dois salários mínimos ou que sejam inscritos no CadÚnico. Além disso, a renegociação tem foco nas dívidas negativadas bancárias e não bancárias, como conta de luz, água, varejo, educação e muitas outras. Para facilitar, preparamos um passo a passo simples e rápido para você seguir, confira!

publicidade

Leia mais

Passo a passo Desenrola Brasil

Antes de tudo, é importante salientar que para entrar na plataforma e fazer a renegociação é necessário ter cadastro no GOV.BR com certificação ouro ou prata.

publicidade

As pessoas que tiverem dívidas com valor atualizado até R$ 5.000,00 poderão negociá-las à vista ou em parcelas de até 60 meses, com juros de 1,99% ao mês. Além disso, nesta fase do programa, as dívidas que antes dos descontos tinham valor entre R$ 5 mil e R$ 20 mil poderão ser quitadas à vista, na Plataforma, com o desconto oferecido.

Confira o passo a passo e descubra como acertar as contas com o Desenrola Brasil:

  1. Faça o login na plataforma com seu usuário e senha da plataforma gov.br.

    Lembrando que se a sua conta for bronze ou não estiver presente na plataforma gov.br, você precisará fazer um upgrade para prata ou ouro.

  2. Acesse o Menu “Minhas Dívidas”

    Nesse menu, você poderá visualizar todas as dívidas que foram cadastradas no programa e estão para renegociação.

    Há opção de pagamento à vista ou parcelado. No canto direito, você poderá ver as opções de pagamento da dívida que selecionar. O interessante é que você poderá pagar mais de uma dívida e negociar de forma simultânea.

  3. Para a opção pagamento parcelado

    Caso selecione pagamento parcelado, apareceram as opções de Bancos para você selecionar e realizar o seu parcelamento, bem como as condições que cada um deles oferece.

    Após isso, é só escolher as melhores opções de parcelamento mediante a data selecionada. Além das condições que melhor se adequem a sua necessidade, como, por exemplo, optar por uma parcela menor ou fazer um financiamento com prazo mais curto. Ou se preferir, pode simular novas condições enviando uma proposta para o credor.

  4. Confirmação de dados

    Nesta parte, é importante observar cada informação para conferir todos os seus dados na tela e confirmar depois.

  5. Avaliação da proposta

    Agora, o banco escolhido pelo credor receberá a sua proposta selecionada. Na sequência, o credor analisará a proposta apresentada e com a aprovação do banco, o processo da negociação continua.

    Agora, é só escolher as formas de pagamento, que poderá ser no débito automático, boleto ou PIX.

  6. Ler e assinar o contrato da proposta

    Nesta última parte, é muito importante ler todos os pormenores do contrato estabelecido na proposta.

    Confira seus direitos e deveres com o pagamento da dívida e se tudo estiver correto, você poderá assinar para finalizar a renegociação de sua dívida.