Com estilo e confiabilidade distintivos, os carros populares da Nissan são reconhecidos por uma variedade de características que os tornam irresistíveis para um amplo espectro de consumidores, destacando-se pela acessibilidade, economia e praticidade. Esta diversidade de modelos desempenha um papel crucial na estratégia da Nissan, permitindo-lhe atrair um público diversificado e atender às diversas demandas do mercado automobilístico.

Fundada em 1933, no Japão, a Nissan é uma das mais antigas e proeminentes montadoras asiáticas. Sua presença no Brasil teve início em 2000, mas foi em 2014 que a marca japonesa estabeleceu de fato sua base, com a inauguração do complexo industrial em Resende, no Rio de Janeiro, após um investimento superior a 2 bilhões de reais.

Vídeo relacionado

Leia mais:

Uma curiosidade interessante é o significado do nome da marca, traduzido do japonês como “produto do sol” ou “nascimento do sol”. Essa essência se reflete ao longo dos anos na identidade visual da Nissan. O primeiro logotipo, adotado em 1933, apresentava um retângulo azul com o nome da marca em letras brancas, sobreposto a um círculo vermelho ao fundo, evocando a imagem do sol nascente. Ao longo das décadas, conforme o design dos automóveis evoluía, os fabricantes buscavam atualizar o logotipo para refletir essa progressão, mantendo-o contemporâneo e alinhado aos estilos do momento, além de preservar a essência que define a marca.

publicidade

Outro ponto importante a ser destacado é a posição pioneira e proeminente da Nissan no mercado de veículos elétricos, especialmente com o sucesso do modelo Leaf. Este carro 100% movido a energia limpa não apenas oferece uma excelente autonomia e operação silenciosa, mas também alcançou um sucesso significativo de vendas. Hoje em dia, a montadora é amplamente reconhecida pelo seu sólido legado em tecnologias sustentáveis, com foco no desenvolvimento de veículos elétricos, solidificando sua posição como uma das maiores fabricantes de automóveis do mundo. Nesse contexto, o Olhar Digital destaca 10 carros da Nissan, que variam de populares a icônicos.

01. GT-R (1968)

carros populares da nissan
O ator Paul Walker e o GT-R usado na saga “Velozes e Furiosos” – Imagem: Nissan/Divulgação

Após sua estreia no Salão do Automóvel de Tóquio no final de 1968, a versão de produção em série do revolucionário Skyline GT-R foi disponibilizada para venda em fevereiro de 1969. O Nissan GT-R é mais do que um simples carro esportivo; é um ícone, uma lenda que transcende os limites dos automóveis convencionais, graças à sua excepcional performance e tecnologia de ponta.

publicidade

Apelidado carinhosamente de Godzilla, devido à sua presença imponente e domínio incontestável nas pistas, o Nissan GT-R é atualmente o único carro de passeio do Japão capaz de superar a marca dos 500 cavalos de potência. Disponível nas variantes sedã e cupê, ele ostentava um motor 2.0 de seis cilindros em linha, gerando 162 cavalos de potência, um feito notável para sua época.

Consagrado no cinema pela saga “Velozes e Furiosos”, seu ápice de performance foi alcançado na forma da Z-Tune, uma modificação realizada pela fábrica em unidades usadas da versão R34, equipadas com um motor 2.8 de seis cilindros em linha, produzindo 500 cavalos de potência.

publicidade

No Brasil, o Nissan GT-R foi disponibilizado sob encomenda a partir de 2016, com um preço aproximado de R$ 800 mil, equipado com um motor V6 de 3.8 litros e 572 cavalos de potência. Entretanto, o modelo foi retirado do mercado automotivo brasileiro em 2021. Em 2024, a Nissan surpreendeu o mercado japonês ao revelar seu novo GT-R, que inclui duas edições especiais: o Nissan GT-R Premium Edition T-spec e o Nissan GT-R NISMO Special Edition.

02. Sentra (1982)

Nissan Sentra Exclusive 2023 – Imagem: Nissan/Divulgação

O sedan médio da montadora japonesa tem sido produzido no Japão desde 1982. A primeira geração do Sentra esteve à venda de 1982 a 1986, oferecendo carrocerias sedã de duas ou quatro portas, perua (quatro portas) e Hatchback Coupé (duas portas). Os motores disponíveis incluíam opções a gasolina de 1.5, 1.6 ou a diesel de 1.7, todos com quatro cilindros em linha. As escolhas de transmissão abrangiam manuais de 4 ou 5 marchas e automáticas de 3 velocidades.

No Brasil, o Nissan Sentra chegou apenas em 2004, com a 5ª geração do modelo, equipada com um motor 1.8 de 126 cavalos e disponível em uma única versão, a GXE. Atualmente, segundo a tabela FIPE, esse modelo está avaliado em R$ 13.752,00. Curiosamente, o Nissan Sentra foi comercializado sob diferentes nomes pelo mundo, como Sunny (de 1982 a 2006), Tsuru (de 1984 a 2017), Sylphy (de 2013 até hoje), Pulsar (entre 2013 e 2017) e Lucino (de 1994 a 2000).

Ao longo dos anos, a linhagem do sedã passou por uma evolução constante e, em março de 2023, a montadora apresentou ao mercado brasileiro a oitava geração do Nissan Sentra em duas versões: Advance e Exclusive, com preços a partir de R$ 148,49 mil. Este novo modelo chega para impressionar os consumidores com um estilo marcante, abundância de tecnologia, conforto e segurança, mantendo, é claro, a reconhecida qualidade de construção da marca.

03. Frontier (2002)

Nissan Frontier reestilizada na linha 2023 – Imagem: Nissan/Divulgação

A Nissan Frontier é um dos veículos mais marcantes da montadora japonesa no Brasil. A picape média chegou ao mercado brasileiro em 1993, ainda com o nome D21. Em 2002, apenas dois anos após a criação da Nissan do Brasil, a picape foi o primeiro veículo oficialmente produzido pela marca japonesa no país, na fábrica de carros comerciais da marca em São José dos Pinhais (PR).

Na época, as primeiras unidades chegaram às concessionárias Nissan em junho de 2002, e foram oferecidas em duas versões de acabamento: XE e SE. Com cabine dupla e quatro portas, a picape mede 5,07 metros de comprimento, 1,82 metros de largura, 1,70 metros de altura e 2,95 metros de entre-eixos. O motor padrão para a Frontier 2002 era um motor a diesel de 2,5 litros e quatro cilindros, que produzia 104 cavalos de potência e 29,9 kgf.m de torque.

A picape construiu uma sólida reputação no mercado nacional devido à sua qualidade e robustez. A Nissan do Brasil fechou o primeiro semestre de 2008 com 9.770 veículos vendidos, representando um crescimento de 130% em relação ao mesmo período do ano anterior. Esse foi o melhor resultado da montadora no Brasil desde o início de suas operações. Em 2022, a Frontier passou por uma importante renovação visual e trouxe como principal novidade a nova garantia, que aumentou de três para seis anos. A linha 2024 introduziu diversas mudanças nos equipamentos adicionais, com preços variando entre R$ 242.490,00 e R$ 319.990,00.

04. 350Z (2002)

Nissan Fairlady Z Version Nismo – Imagem: Nissan/Divulgação

O 350Z, conhecido no Japão como Fairlady Z33, é um carro esportivo fabricado pela Nissan, produzido em 2002 e que chegou ao fim em 2008, substituído pela nova geração chamada de 370z. O 350Z era produzido pela NISMO (Nissan Motorsport), divisão esportiva da fabricante, e foi a quinta geração da linha Z da Nissan, iniciada em 1970, com o Datsun 240Z.

O objetivo da montadora japonesa era criar um esportivo que fosse acessível e tivesse um visual único, estratégia que deu muito certo! Pouco depois do lançamento no Japão, ele chegou ao mercado de automóveis dos Estados Unidos, onde era oferecido com valores entre 26 e 34 mil dólares.

O 350z recebeu esse nome por conta do motor 3.5, assim como aconteceu com o 370z, com motorização 3.7. Além do visual muito único, o 350z também tinha como virtude a motorização 3.5 V6 de 24V com duplo comando variável, gerando aproximadamente 290 cv com 6.200rpm e cerca de 37,8 kgfm de torque a 4.800rpm. O câmbio era manual ou automático, o primeiro com 6 marchas e o segundo com 5.

Uma vez que vieram poucas unidades importadas de forma independente para o Brasil, as poucas unidades do 350z que podem ser encontradas no mercado nacional têm preços que variam de R$ 150.000,00 a R$ 300.000,00 dependendo do ano do carro e também do seu estado de conservação.

05. Titan (2003)

carros populares da nissan
Imagem: Nissan/Divulgação

O Titan é uma picape de porte grande da Nissan, desenvolvida especialmente para o mercado norte-americano, e que evoluiu significativamente desde sua estreia em 2003. Ele apresentava um motor V8 de alumínio de 5.6 litros com comando duplo no cabeçote (DOHC) e transmissão automática de cinco velocidades, oferecendo 300 cv e 375 lb-pés de torque, além de uma capacidade de reboque de 9.400 libras (cerca de 4.264 kg).

A Nissan percebeu que muitos outros caminhões no mercado eram fracos e careciam de tecnologia. Recursos como pedais ajustáveis, cortinas de ar laterais e airbags estavam ausentes em muitos modelos concorrentes. O Titan abordou essas preocupações, tornando essas características opcionais. A montadora lançou o Titan com a intenção de vender 100.000 unidades por ano nos EUA, e as vendas iniciais foram fortes, chegando a quase 87.000 unidades em 2005.

Infelizmente, o Nissan Titan 2024 foi o último modelo da série. O novo Titan é muito mais avançado tecnologicamente do que seus antecessores e foi lançado com um preço inicial de US$ 40.350. O caminhão sempre será lembrado por sua resistência ao domínio das grandes marcas por duas décadas. Com o modelo 2024, a fábrica de caminhões da Nissan encerrará a produção do Titan, com a montadora focando na eletrificação de seus modelos até 2030.

06. Tiida (2004)

Imagem: Nissan/Divulgação

O Nissan Tiida era um modelo compacto disponível nas variantes sedã e hatch, vendido no Brasil entre 2008 e 2013, e teve uma carreira internacional de muito sucesso. Nomeado com a palavra “sol” no dialeto de Okinawa, Japão, o Nissan Tiida surgiu inicialmente como um conceito chamado C-Note em 2003, com a produção começando em 2004.

O Nissan Tiida oferecia uma variedade de motores no exterior, incluindo opções de 1.5, 1.6, 1.8, e até um motor 1.5 diesel. No entanto, no Brasil, ele foi comercializado com o motor 1.8 MR18DE, disponível em duas versões: S, a de entrada, e SL, a topo de linha. Movido a gasolina e equipado com injeção eletrônica de combustível, o motor 1.8 do Nissan Tiida entregava 124 cavalos a 5.500 rpm e 17,5 kgfm de torque a 4.800 rpm.

Em 2006, o Nissan Tiida chegou ao mercado norte-americano. Nos EUA, a Nissan comercializou o hatch como Versa e também ofereceu o sedã. Com um preço inicial de apenas US$ 9.990, ele se tornou o carro mais barato do país, superando o Hyundai Accent. Assim como no Brasil, o modelo norte-americano sempre foi vendido com motor 1.8.

07. Leaf (2010)

Nissan Leaf 2023 – Imagem: Nissan/Divulgação

O Nissan Leaf começou a ser produzido em 2010 no Japão e nos Estados Unidos, tornando-se um dos automóveis elétricos mais vendidos do mundo. Como o primeiro veículo ecológico da Nissan, 100% elétrico, o Leaf conquistou bons resultados desde o início das vendas, com 20 mil unidades comercializadas em 2010. Em 2019, ele se tornou o primeiro carro elétrico da história a ultrapassar as 400 mil unidades vendidas, consolidando sua posição de liderança na transição global para uma mobilidade mais sustentável.

O Brasil ficou fora dessa história até julho de 2019, quando a segunda geração do Nissan Leaf foi apresentada no Salão do Automóvel e começou a ser oferecida em pré-venda no mercado nacional, com preço sugerido de R$ 178.400,00. Em 2011, o Leaf foi o primeiro veículo elétrico a ganhar o prêmio de “Carro Europeu do Ano” em 47 anos de história desse reconhecimento e também foi considerado “Carro Mundial do Ano”. Na América do Sul, ele conquistou importantes prêmios da imprensa especializada brasileira.

Uma das principais mudanças da primeira para a segunda geração do Leaf está no e-powertrain. O modelo ganhou novas baterias de íon-lítio de 40kWh, que alimentam o motor elétrico, proporcionando uma potência de 110kW (149cv), 37% mais do que a geração anterior, e torque de 32,6kgfm (26% maior). O motor elétrico disponibiliza o torque máximo em apenas 0,1 segundo, oferecendo melhor desempenho com emissão zero. Com esse sistema, o Leaf tem uma autonomia de 389 quilômetros no ciclo WLTP ou 240 quilômetros no ciclo americano. A Nissan informa que modificou as dimensões e a estrutura das células de íon-lítio, resultando em maior densidade de potência e maior durabilidade da bateria após ciclos de carga e descarga.

No entanto, com o avanço contínuo dos carros elétricos, o Leaf acabou ficando ultrapassado e saiu de linha no Brasil em fevereiro de 2024.

08. Versa (2011)

Imagem: Nissan/Divulgação

O Nissan Versa foi lançado no mercado nacional em outubro de 2011, disponível em três versões: S, SV e SL. Todas as versões vinham equipadas com um motor 1.6 16V Flex Fuel de alumínio, que entregava 111 cavalos de potência a 5.600 rpm e 15,1 kgfm de torque a 4.000 rpm. O modelo foi oferecido com uma garantia de três anos e teve um preço inicial de R$ 35.490,00.

A primeira geração do Versa chegou ao Brasil quase simultaneamente ao March, o hatch compacto do qual deriva. Inicialmente, o Versa era importado do México, mas a produção foi nacionalizada em 2014, com unidades fabricadas no Brasil a partir do ano/modelo 2015. Com o passar dos anos, o Versa passou por diversas atualizações, mantendo-se competitivo no segmento de sedãs compactos.

Em maio de 2024, a Nissan anunciou o lançamento da linha 2025 do Versa no Brasil, trazendo novidades significativas. O sedã, agora importado da fábrica de Aguascalientes, no México, ampliou seu portfólio com a introdução da inédita versão SR. Esta nova variante, posicionada logo abaixo da versão topo de linha Exclusive, apresenta um design esportivo e chega ao mercado com um preço sugerido de R$ 123.990,00.

O novo Versa é equipado com um motor 1.6 aspirado que gera 113 cv e 15,3 kgfm quando abastecido com etanol, e 110 cv e 15,2 kgfm com gasolina. Este motor está acoplado a uma transmissão automática CVT. Em abril de 2024, o sedã registrou 991 unidades vendidas no Brasil, e no acumulado do ano, já somava 3.977 unidades emplacadas.

09. March (2011)

carros populares da nissan
Imagem: Nissan/Divulgação

O Nissan March, considerado um dos primeiros carros populares da Nissan a ser comercializado no Brasil, chegou ao mercado nacional em setembro de 2011, importado do México. Com um preço inicial de R$ 27.790,00, ele conseguiu vender mais de 20 mil unidades por ano. Em 2014, a produção do March foi transferida para a fábrica da Nissan em Resende (RJ).

O Nissan March foi oferecido com motores 1.0 e 1.6, ambos com 16 válvulas e tecnologia bicombustível. O motor 1.0 16V desenvolve até 74 cavalos de potência a 5.850 rpm e torque de 10 kgfm a 4.350 rpm. Segundo a montadora, os índices de consumo urbano são de 9,5 km/l com álcool e 14,2 km/l com gasolina. Já o motor 1.6 16V flex desenvolve 111 cv a 5.600 rpm e torque de 15,1 kgfm a 4.000 rpm, com consumo urbano de 8,8 km/l com álcool e 13,3 km/l com gasolina.

Apesar de sua popularidade, o March saiu do mercado em 2020. Foram mais de 116 mil unidades produzidas com motores 1.0 e 1.6 na fábrica da Nissan. A descontinuidade do March abriu espaço para o Magnite, um SUV compacto mais barato que o Kicks, lançado em 2022.

10. Kicks (2016)

Imagem: Nissan/Divulgação

O Nissan Kicks é um SUV compacto lançado no Brasil em agosto de 2016, com o objetivo de ser o carro oficial dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, evento patrocinado pela Nissan. Inicialmente importado do México, o Kicks começou a ser fabricado no Brasil em maio de 2017, com um preço inicial de R$ 89.990,00.

Equipado com um motor 1.6 flex de 114 cv e câmbio CVT, o Kicks rapidamente se destacou como um dos veículos mais vendidos no segmento de crossovers e SUVs compactos no Brasil e na América Latina. Entre julho de 2017 e junho de 2020, foram comercializadas 140,8 mil unidades da versão brasileira, e somadas às 22,4 mil unidades importadas do México, totalizaram 163.288 Kicks vendidos no mercado nacional.

Em 2021, o Kicks passou por sua primeira reestilização, recebendo um para-choque com grades maiores e o novo motor 1.3 turbo. O novo modelo continuou a ter sucesso graças ao seu amplo conjunto de equipamentos, novo design e três versões: Sense, Advance e Exclusive, com motor 1.6 flex e opções de câmbio manual e CVT.

Em março de 2024, a Nissan apresentou a nova geração do Kicks no Salão de Nova York, com lançamento confirmado para meados de 2025. A nova geração do SUV, que será fabricada no Brasil, trará novidades no design, tamanho e conjunto mecânico, destacando-se pelo inédito motor turbo, cujas especificações ainda não foram divulgadas pela marca japonesa.