A Waymo demonstra bastante confiança na segurança de seus carros autônomos, mesmo após poucos dias de um acidente em que um de seus carros colidiu com um poste telefônico. Em um comunicado, a empresa alegou que seus carros sem motorista ainda são 200 a 350% melhores em evitar acidentes do que os humanos.

Leia mais:

publicidade

A companhia, fundada em 2016, se tornou em 2020 a primeira companhia do ramo de carros autônomos a oferecer um serviço de táxi com veículos conduzidos totalmente sem um motorista ao volante. A declaração mais recente sobre a segurança desses carros contrasta com um pequeno histórico de acidentes.

Carros da Waymo se envolveram em acidentes nos últimos anos

  • Em 2021, a Administração Nacional de Segurança de Tráfego Rodoviário (NHTSA) registrou 150 acidentes envolvendo veículos Waymo.
  • Em dezembro de 2023, dois robotáxis Waymo colidiram com o mesmo caminhão rebocado em uma rodovia com apenas alguns minutos de intervalo.
  • Em fevereiro deste ano, um de seus carros atropelou um ciclista em São Francisco. Os dois últimos incidentes levaram ao recall de 444 carros da empresa.

A reação pública ao serviço já gerou vários incidentes de pessoas interferindo e vandalizando os carros em protesto sob o pretexto de que os carros autônomos da Waymo não são seguros. Há relatos de pessoas usando cones para impedir o carro de seguir o trajeto, de bloquear seus sensores ou até mesmo incendiá-los.

publicidade

Um post da Waymo no X (Twitter) comparou seus veículos com humanos que percorrem dirigindo um carro a mesma distância de 14,8 milhões de milhas (23,8 milhões de km). Os veículos sem motorista tiveram 30 acidentes com ferimentos a menos e 32 acidentes relatados pela polícia a menos.

Waymo
Waymo se defende de opiniões negativas contra seus veículos autônomos – Imagem: shutterstock/Sundry Photography