13 dicas para tirar fotos melhores com o celular

Tirar fotos é uma das principais funções que as pessoas exigem de seus smartphones. As fabricantes sabem disso, e a diferença de performance entre um smartphone top de linha e um intermediário pode nem ser tão grande, em alguns casos, mas, em quase todos, a diferença entre as câmeras será imediatamente notável.

Isso não significa, porém, que só seja possível tirar fotos boas com celulares caros. As câmeras dos dispositivos móveis evoluíram a um ponto em que, hoje em dia, mesmo um celular intermediário consegue tirar fotos de nivel quase profissional, em algumas situações. Para isso, no entanto, é necessário saber usar bem a câmera que você tem.

Abaixo, damos 13 dicas que poderão ajudar tanto usuários experientes de celular quanto pessoas que, antes de ter celular, nunca tiveram uma câmera. Mesmo que você já tenha certa experiência em fotografar com o celular, essas sugestões podem te ajudar. Confira:

1. Limpe a lente

Pode parecer besteira dizer, mas, se o seu celular anda tirando fotos muito borradas ou desfocadas, a solução pode ser simplesmente esfregar a lente da câmera na sua roupa. Além de produzir artefatos da imagem, a sujeira na lente também pode desorientar os sensores do dispositivo, que não conseguirão focar ou expor adequadamente as cenas que você quer fotografar.

2. Pense na luz

Quando fotografa uma pessoa, você está capturando a luz que é refletida dessa pessoa e chega até o sensor da câmera. Por isso, se a pessoa estiver no escuro, a foto sairá escurecida. É importante que o objeto ou pessoa que você quer fotografar esteja bem iluminado, de preferência por uma fonte de luz que não aparece na cena.

Reprodução

3. Cuidado com contraluz

Quando a luz está vindo detrás da pessoa ou objeto que você pretende fotografar, essa situação se chama "contraluz". Nesse caso, o sensor da câmera do seu celular ajustará a foto de maneira a reduzir a claridade emitida pela fonte de luz, e o resultado disso é que todo o resto da foto ficará escurecido. Por isso, se você quiser tirar um retrato de alguém, evite a contraluz - ou pode acabar tirando uma foto igual a essa aí acima. 

4. Evite dar zoom

A não ser que você tenha um celular com duas câmeras (como o iPhone 7 Plus), evite o zoom sempre que possível. Isso porque, quando dá zoom nesses casos, você está simplesmente "recortando" um pedaço da imagem completa, e não se aproximando de fato do objeto. Prefira usar um zoom natural (também conhecido como "chegar mais perto"). 

5. Em locais fechados, fique perto de janelas

Locais fechados têm muito menos luz do que locais abertos. A gente pode não perceber isso, mas o sensor da câmera do celular percebe. Por causa disso, o celular normalmente se configura para tirar fotos em locais fechados com tempo de exposição maior e ISO mais alto. Os dois efeitos disso são que a foto pode sair borrada ou com artefatos. Aproximar-se de uma janela da qual entra mais luz pode resolver esses problemas.

Reprodução

Reprodução

6. Acerte a exposição

A maioria dos aplicativos de câmera tem um ajuste de exposição que funciona assim: quando você seleciona um ponto na tela, a câmera se ajusta para iluminar adequadamente aquele ponto. Faça o teste: pegue a câmera do seu celular e selecione uma área escura da imagem que você verá que a imagem toda fica mais clara para iluminar aquele pedaço. Por outro lado, se você selecionar uma área clara, a imagem toda escurecerá para se adequar àquele ponto. Pode ser interessante brincar com diferentes níveis de exposição para ver os resultados. As duas fotos acima, por exemplo, retratam os mesmos objetos, mas com exposição diferente.

7. Prefira iluminação mais difusa

Jogar um monte de luz na cara de uma pessoa pode não ser a melhor maneira de fotografá-la. O flash, por exemplo: se por um lado, ilumina uma pessoa, por outro, também cria sombras na cara dela. Sempre que possível, prefira iluminar a pessoa ou objeto de maneira indireta. Um jeito fácil de fazer isso é pedir para que a pessoa ligue a lanterna do celular dela, aponte-a para uma parede branca e, então, fique de frente para essa parede para ser fotografada.

8. Claridade excessiva pode ser um problema

Por volta do meio-dia, o sol está em sua posição mais alta do céu. Em geral, isso significa que há muita luz por todos os lados, e nessa situação também pode ser difícil de se fotografar. Se tudo está iluminado, a câmera terá dificuldade em criar contraste entre as partes da foto. Fotografar em dias nublados, ou algumas horas antes de o sol nascer ou se pôr, pode gerar fotos mais interessantes, com maior equilíbrio entre áreas claras e escuras.

9. Entenda o HDR

Muitas câmeras de celular atualmente têm um recurso chamado HDR, de "High Dynamic Range" (alto alcance dinâmico). Quando ele está ativado, sempre que você tira uma foto, o seu celular, na verdade, tira três, com níveis diferentes de exposição, e combina as áreas de maior detalhe de cada uma. Isso é ideal, por exemplo, quando você precisar fotografar na contraluz ou quando uma imagem está com iluminação excessiva ou insuficiente, e também pode ajudar em fotos de paisagens. Por outro lado, como as fotos demoram mais para ser tiradas, esse recurso piorará fotos que contenham ação ou movimento (fotos dos seus amigos jogando futebol, por exemplo).

Reprodução

Reprodução

10. Brinque com o foco

O mesmo recurso de encostar na tela para ajustar a exposição também ajusta o foco. Faça o teste: selecione um objeto próximo, e o fundo se borrará; selecione o fundo, e os objetos próximos se borrarão. Esse recurso também pode ser usado de maneira interessante. Um truque muito usado por fotógrafos é tirar o retrato de alguém com o fundo borrado, e esse recurso pode até emular esse truque. Nas duas fotos acima, por exemplo, o foco faz toda a diferença: é ele que decide se vamos ver com clareza o porquinho ou o Mario e o Luigi.

11. O cenário também é importante

Quando você for fotografar uma pessoa ou objeto, tenha em mente o que há em volta dele. Escolher um fundo interessante pode complementar bem a imagem, e pode dar mais destaque ao seu objeto. Por outro lado, se você não pensar isso, pode correr o risco de incluir na foto algo que não devia ou de tirar uma foto na qual é difícil entender o que era exatamente que se desejava retratar.

12. Experimente com as configurações avançadas

Praticamente todo aplicativo de câmera tem um modo "avançado", que permite mexer em configurações como ISO, exposição, balanço de brancos e outros recursos de maneira manual e independente. Mesmo que não entenda o que são esses recursos, vale a pena brincar um pouco com eles para ver quais resultados você consegue. De repente você pode descobrir que uma pequena mudança dessas configurações deixa suas fotos muito mais legais.

13. Teste um aplicativo de câmera diferente

Se nada disso deixar suas fotos mais legais, você sempre pode experimentar um aplicativo de câmera diferente do que veio com o seu celular. O VSCO, para Android e iOS, é um bem popular, e também vale a pena testar o Camera FV-5 e o Camera+. E há também os aplicativos de câmera dedicados a efeitos especiais, como o GiphyCam, para GIFs, e o RetroBoy, que imita câmeras de aparelhos digitais antigos.

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ