EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O Google introduziu novas diretrizes que os fabricantes de dispositivos Android devem seguir para usar seus serviços, de acordo com um documento obtido pelo site XDA Developers. Pelo que se pôde observar, uma das mudanças mais notáveis é a obrigatoriedade da implementação dos aplicativos de Bem-estar Digital e Family Link aos novos dispositivos.

Foto: XDA Developers

publicidade

A implementação é obrigatória para os dispositivos que saírem de fábrica com o Android 9 Pie e Android 10, a partir de três de setembro. Os aparelhos atualizados após essa data também precisam conter esses apps. O Google ainda informou que aceitará soluções personalizadas dos fabricantes, desde que ofereçam os mesmos recursos de suas versões oficiais.

Essa obrigatoriedade veio após a empresa perceber que os consumidores estão gastando muito tempo online. Com isso, a empresa e outras companhias de tecnologia passaram a investir em soluções que permitem que os usuários minimizem o acesso a smartphones e mídias sociais para prezar por sua saúde mental.

O aplicativo de Bem-estar Digital, por exemplo, fornece vários recursos para ajudar a controlar o uso do smartphone. O app permite monitorar o tempo de uso das aplicações do telefone, quantas vezes cada um deles foi aberto e quantas notificações foram recebidas de cada um deles.

Os usuários também podem definir um cronômetro para limitar o uso do aplicativo durante o dia. Além do modo foco, em que se pode parar temporariamente o recebimento de notificações em determinados aplicativos. O Family Link, por sua vez, fornece acesso fácil a ferramentas de controle parental do Google.

publicidade

Inicialmente, essas ferramentas estavam disponíveis apenas para smartphones da linha Pixel. Após o Mobile World Congress deste ano, o Google anunciou a expansão do uso do aplicativo para smartphones da linha Moto G7. Desde então, o app está disponível para telefones Asus, Realme, Razer e outros.

Como dito, a empresa vai permitir que outras companhias possuam suas próprias soluções digitais para o mesmo fim, desde que elas respeitem alguns dos requisitos de funcionamento, como, por exemplo, telas para acompanhar o consumo de cada um dos apps e temporizador de uso. Empresas como Huawei e Xiaomi já possuem suas próprias soluções integradas aos seus sistemas operacionais próprios.

É bastante interessante ver que o Google passou a se preocupar com a saúde de seus usuários. É relativamente fácil controlar o uso de smartphones apenas com a força de vontade, mas, para alguns, ferramentas como essas podem definitivamente ajudar – especialmente quando se trata de crianças.

Via: XDA Developers