EnglishPortugueseSpanish

Apesar de desenvolver o Spaces, ferramenta para competir com o Clubhouse, o Twitter teria discutido a compra total da empresa rival por US$ 4 bilhões. As informações são da Bloomberg.

De acordo com a publicação, não está claro quem fez a abordagem primeiro. O que se sabe, no entanto, é que o aplicativo de bate-papo por áudio estaria no mercado em busca de uma possível venda, e que os valores divulgados teriam partido dele mesmo. As conversas iniciais entre as concorrentes não avançaram e a negociação estagnou.

publicidade
À frente, imagem mostra um smartphone com o logo do aplicativo Clubhouse; ao fundo, uma imagem de uma foto de perfil na rede social
Crédito: rafapress/Shutterstock

Desde o seu lançamento no ano passado, mais de 10 milhões de usuários iOS baixaram o Clubhouse. Celebridades, atletas, CEOs de tecnologia e pessoas normais passaram a criar salas e a iniciar debates em grupo. A novidade foi um sucesso e impactou com força o mundo digital. Por isso, não é de se estranhar que a rede social ganhou a concorrência de grandes nomes, como o Facebook, o Discord, o LinkedIn, o Slack e, claro, o Twitter.

Para tentar competir com o aplicativo, estas plataformas decidiram atrair um público que ainda não é alcançado pelo concorrente: os usuários Android. A empresa de Mark Zuckerberg desenvolveu o Hotline, enquanto o Twitter lança, como já citado acima, a ferramenta Spaces. Ambos estão disponíveis para os dois sistemas operacionais.

Leia mais!

O app da Alpha Exploration Co, em contrapartida, criou um novo recurso para seus criadores de conteúdo ganharem dinheiro. A empresa deixou claro que sua receita não diminuirá com a proposta.

Por tudo isso, especialistas e investidores se perguntaram qual seria o verdadeiro motivo por trás desta possível compra do Clubhouse pelo Twitter. Especula-se que a rede social do passarinho azul queira acabar de vez com a forte concorrência e, ainda por cima, ganhar sua gigantesca base de usuários.

Via: Bloomberg

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!