EnglishPortugueseSpanish

A navegação de crianças na web não precisa ser mais tão preocupante para os pais. Além de sites e conteúdos específicos para os pequenos, a internet pode ser acessada, agora, por um navegador próprio. Trata-se de um lançamento da Microsoft: o modo infantil do Microsoft Edge. A função é uma opção gratuita e já integrada às versões do navegador para Windows e macOS.

Microsoft lança modo infantil do navegador Edge. Com controle dos pais, as crianças poderão navegar com mais segurança e limites na Internet. / Créditos: Prostock-studio – Shutterstock

Criado em 2015 e originalmente desenvolvido com os próprios mecanismos HTML e Chakra da Microsoft, o Edge foi reestruturado em 2019 como um navegador baseado em Chromium, usando os mecanismos Blink e V8. Como parte dessa alteração (codinome Anaheim), a Microsoft disponibilizou as versões prévias do Edge baseadas em Chromium para o Windows 7, 8, 8.1 e 10, e para o sistema operativo da Apple. A primeira delas, inclusive, foi lançada em janeiro de 2020, como um substituto do Internet Explorer, “ex-queridinho” entre os navegadores.

publicidade

Leia mais:

Como habilitar o modo infantil

Acionar o modo “Kids” na ferramenta é muito simples. Basta ativar a opção na configuração de perfil de usuário do Microsoft Edge. Com a função habilitada, os menores terão acesso limitado e controlado pelos pais no navegador. O responsável consegue selecionar a faixa etária da criança que vai usar o computador, entre cinco e oito anos ou entre nove e 12 anos.

Independentemente da idade selecionada, o Edge aumenta o nível de prevenção de rastreamento, além de ativar filtros de textos, imagens e vídeos nas pesquisas feitas pelo Bing (o buscador padrão da Microsoft).

Além disso, o modo kids inclui recursos como temas personalizados do navegador, conteúdo adequado para crianças e um requisito de senha para sair. Outra vantagem é que não exige uma conta específica ou perfil filho.  

De acordo com a Microsoft, o Edge Kids também usa algumas das configurações de dados de privacidade do perfil do adulto que o definiu, como o SmartScreen Windows Defender. O recurso bloqueia automaticamente os downloads de sites e conteúdos que são identificados como “mal-intencionados”.

Fonte: Microsoft

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!