As atenções do mundo estão se voltando para a Índia. O país com a segunda maior população do mundo viu um aumento expressivo no número de mortes e infecções por Covid-19 nas últimas semanas. Ainda assim, segundo a AIIMS – All India Institutes of Medical Sciences (Institutos de Ciências Médicas da Índia), médicos ainda usam hidroxicloroquina para tratamento de pacientes com coronavírus.

As informações foram reveladas para o jornal The Indian Express e dão conta de que medicamentos sem eficácia comprovada contra Covid-19 estão sendo administrados em pessoas com a doença no país. “Os dados não são muito fortes e não há evidências conclusivas de que esses medicamentos tenham algum benefício. No entanto, algumas pessoas usam a hidroxicloroquina, pois pode ter algum benefício e não causam danos. O mesmo se aplica à azitromicina, que não é usada como antibiótico, mas como imunomodulador. Ambas as drogas são usadas em algumas áreas”, disse o diretor da AIIMS, Randeep Guleria.

publicidade

Hidroxicloroquina usada na Índia

O profissional ainda explicou que esses remédios não são mais recomendados pelo ministério da saúde local no tratamento contra Covid-19. No entanto, alguns médicos ainda indicam, principalmente para casos leves da doença.

“Não há evidências conclusivas de que esses medicamentos (hidroxicloroquina e azitromicina) tenham algum benefício e o protocolo de tratamento estabelecido na Índia por especialistas deve ser seguido. O tratamento de suporte para infecção leve por Covid-19 é paracetamol, hidratação e cuidados regulares”, completou ainda Guleria.

A Índia chegou a recomendar a hidroxicloroquina como forma de prevenção para profissionais de saúde e casos assintomáticos ainda em março de 2020. No entanto, as recomendações mudaram conforme novos estudos sugeriram a ineficácia do medicamento no tratamento da doença.

Leia também:

Em abril do ano passado, o governo brasileiro chegou a enviar insumos para a produção do medicamento no país asiático. O presidente Jair Bolsonaro foi um dos grandes defensores do uso da hidroxicloroquina na prevenção contra o coronavírus.

No último domingo (25), o país registrou 352 mil novos casos de Covid-19, esse foi o recorde mundial batido pelo quinto dia consecutivo. As mortes foram 2.812 confirmadas. Os números seguem crescendo e a Índia deve se tornar o novo epicentro da doença. Uma variante local, que teria influenciado nesse aumento de casos, também é investigada.